Está difícil convencer seus pais que fazer intercâmbio pode ser uma boa para você? A gente te ajuda!

5 bons motivos para seus pais deixarem você fazer intercâmbio

Foto: Shutterstock

Você sonha em fazer intercâmbio, mas seus pais estão sempre com um pé atrás? Caaaalma, girl! Nós vamos te ajudar a convencê-los de que essa experiência pode ser incrível para você. O AFS Intercultura Brasil, organização internacional reuniu 5 bons motivos para convencer seus pais deixarem você embarcar na melhor experiência #EVER! 

Preço

Esse é o primeiro pensamento dos pais. Na verdade, o intercâmbio é um investimento para o futuro e a educação. Já imaginou quanto os pais gastam mensalmente com a mensalidade escolar, cursos, alimentação, roupas e outras coisas? “Ao colocarmos na ponta do lápis todos os gastos de se manter um filho por um ano acadêmico no exterior, o total não é muito diferente do que se gastaria no Brasil, e o intercambio traz vários benefícios adicionais, como bagagem cultural e experiência de vida, que levam o estudante a se destacar”, afirma a diretora nacional do AFS Intercultura Brasil, Andreza Martins.

É a melhor forma de se aprender um idioma

A imersão total em outra cultura é a principal maneira de aprender uma língua. Convencer os pais de que o contato regular com estrangeiros vai ajudar a praticar e ter mais confiança no idioma é fundamental. Afinal, não é novidade que vivemos num mundo globalizado e saber se comunicar em outra língua é um grande diferencial para o currículo.

Fará de você uma pessoa melhor

Todo pai e mãe querem que seus filhos sejam pessoas tolerantes e abertas ao aprendizado com outras pessoas. Fazer um intercâmbio vai permitir rever seus conceitos e questionar seus hábitos mais corriqueiros. A diretora afirma que, a partir dessa experiência, os estudantes passam a ter sensibilidade a outras culturas, habilidade de se sentir confortáveis em ambientes não familiares, ver o mundo sob ângulos diferentes, entender a razão de alguns atos, até então, pouco compreendidos. “É uma oportunidade que vai além do âmbito social, profissional e acadêmico, tem valor de autoconhecimento e reflexão”, avalia.

Ter independência e maturidade

É fundamental para os pais terem confiança nos filhos e saber que eles são maduros suficientes para viverem uma experiência como esta. Uma boa forma de demonstrar isso é ajudar nas tarefas do dia a dia, estudando sem que precisem cobrar e cumprindo com aquilo que foi dito ou precisa ser feito. É importante mostrar a eles que podem confiar na educação que sempre deram aos filhos.

Crescimento pessoal

O intercâmbio também é a melhor forma de aprender a se virar sozinho, já que os pais não estarão por perto. Mostre a seus pais que é possível desenvolver habilidade de comunicação e empatia, além de conseguir a capacidade de ter um pouco mais de independência em relação à resolução de problemas.