Depois de sofrer bullying na escola, Demi Lovato teria começado a vomitar e a se automutilar. Fique esperta para não cair nessa!

Demi Lovato bulimia anorexia transtorno alimentar

Demi Lovato teve bulimia, anorexia e sofreu com a automutilação. Agora, ela aprendeu a lição.
#StayStrong, Demi
Foto: Reprodução: PacificCoastNews

Texto: Raphaela Maia
Fonte: BangShowBiz 

Não é segredo para ninguém que Demi Lovato teve bulimia, anorexia e passou a se automutilar, e que os transtornos alimentares a fizeram ir para rehab. Felizmente, nossa diva – que acaba de dar um show em São Paulo, literalmente – superou esses obstáculos e nos trouxe uma mensagem de vida: Stay Strong.

E se ainda restam dúvidas sobre o significado de Stay Strong para Demi Lovato, hoje esse dilema será solucionado. Afinal, Demi é um modelo para todas nós especialmente poque nem sempre foi tão forte. Ela acredita que seus problemas começaram aos 12 anos de idade, ainda na escola.

"Eles me chamavam de prostituta e diziam que eu era gorda e feia. Eu não deveria ter escutado, mas eu levava isso para o coração e doeu. Pensei que talvez eu não tivesse amigos, porque eu era muito gorda", Demi Lovato, 20, contou a diva.

Quando finalmente decidiu tomar uma atitude, Demi não foi feliz. Ela começou a provocar o vômito e perdeu 13 kg em seis meses, ficando com um total de 40 Kg. "Eu vomitava umas seis vezes ao dia. Minha mãe estava preocupada, porque eu estava passando pela puberdade e estava tendo surtos de crescimento, ela assumiu que era por isso que eu estava magra", disse a atriz.

Demi Lovato automutilacao

Demi Lovato cmeçou a se mutilar quando ainda estava no colégio. #quedó
Foto: Reprodução: Radar Online 

E quando "só" a bulimia e a perda de peso se tornaram insuficientes para afastar a dor que Demi sentia, ela passou a se automutilar. "Comecei com os meus pulsos. As pessoas viram isso, então, eu cortava em lugares em que elas não poderiam ver. Você faz isso porque se sente muito mal por dentro e não sabe como extravasar", explicou.

O ápice da crise de Demi aconteceu quando ele agrediu uma das dançarinas do seu show durante uma turnê com os Jonas Brothers, culminando em sua entrada para a reabilitação, em 2010, para tratar desordem alimentarautomutilação e depressão.

"[Ir para a reailitação] Não foi ideia minha, mas eu não contrariei. Foi realmente muito difícil e assustador. Eu estava com saudades de casa e solitária e, por vezes, pensei: 'Eu vou embora'. Mas minha mãe me disse que eu iria me arrepender, que essa era minha única chance. Eu tinha 14 horas de terapia por dia. Ouvia música e aprendi a tricotar. Quando finalmente saí, era como estar deixando a prisão", desabafou Demi.

Hoje, vemos a nosa diva firme e forte, mas ela já admitiu que teve recaídas. "Não posso dizer que não vomitei desde o tratamento. Não posso dizer que não voltei a me cortar. Não sou perfeita. É uma batalha diária que terei que encarar o resto da minha vida", disse.

Ninguém disse que seria fácil, mas Demi Lovato superou o transtrno alimentar, que teve início por causa do bullying que sofrera na escola. Vale lembrar, entretanto, que as conseqüências foram grandes e que algumas coisas não têm volta para nós.

É por isso que, se estiver rolando um problema contigo, a melhor solução é procurar ajuda o mais rápido possível. Converse com seus pais ou com alguém mais experiente no qual você confie. Se preciso, procure a ajuda de um especialista. Vamos honrar a mensagem que Demi Lovato deixou para seus fãs: Stay Strong, Lovatics!