Assine

Especialista indica 20 filmes para que podem auxiliar no aprendizado de História e te ajudar (muito!) no Enem. Confira!

Já estamos na reta final de preparação para o Enem 2017 que acontece nos dias 5 e 12 de novembro, então se você ainda não começou a estudar, já está mais do que na hora de mergulhar nos filmes. Sim, você leu certo. Nos FILMES!

O professor de História do Curso Poliedro, Rodolfo Neves, aponta que assistir a filmes permite ao candidato abordar o conteúdo histórico a partir de uma linguagem audiovisual. “As gerações mais jovens se adequam melhor à narrativa construída a partir de enredos e dramatizações audiovisuais. É claro que filmes não substituem o conteúdo dos textos didáticos e dos livros, mas ajudam a fixar assuntos abordados em aula”, afirma. Pensando nisso, selecionamos 20 filmes que podem auxiliar no aprendizado de História e te ajudar muuuuito no exame. Olha só: 

01. GANDHI (1982): cinebiografia de Mahatma Gandhi e sua luta pela independência da Índia. Um belo filme sobre o recesso de descolonização afro-asiática.

02. MANDELA (2013): cinebiografia de Nelson Mandela. Aborda toda a trajetória do líder sul-africano na sua luta pelo fim do Apartheid.

03. CRUZADA (2005): no contexto do final da Segunda Cruzada, o filme aborda questões sobre o fanatismo religioso e a intolerância na Idade Média.

04. FIVE CAME BACK (2017): história de cinco lendas do cinema que se alistaram para documentar a Segunda Guerra Mundial.

05. HISTÓRIAS CRUZADAS (2011): aborda a questão racial no sul dos Estados Unidos na década de 1960.

06. TEMPO DE GLÓRIA (1989): relata a história de um destacamento de soldados negros que lutou na Guerra Civil dos EUA.

07. APOCALIPSE NOW (1979): aborda o impacto psicológico da Guerra do Vietnã nos soldados.

08. NASCIDO EM 04 DE JULHO (1990): relata o regresso aos EUA de um jovem soldado que se torna paraplégico devido a um ferimento durante a Guerra do Vietnã. O filme aborda a luta do protagonista contra os preconceitos existentes na sociedade estadunidense em relação aos portadores de necessidades especiais, bem como seu engajamento no movimento pacifista.

09. O QUE É ISSO, COMPANHEIRO? (1997): relata o episódio do sequestro do embaixador estadunidense Charles Burke Elbrick durante o regime civil-militar brasileiro.

10. OLGA (2004): cinebiografia de Olga Benário no contexto da Era Vargas, da formação do PCB e da Segunda Guerra Mundial.

11. ADEUS, LENIN (2002): um relato ficcional sobre o impacto da reunificação alemã para os moradores da Alemanha Oriental.

12. O NOME DA ROSA (1986): um clássico, baseado no romance de Umberto Eco, contextualizado na Idade Média. Aborda a questão da liberdade intelectual e individual durante esse período, com destaque para os posicionamentos da Igreja Católica Apostólica Romana.

13. LUTERO (2003): cinebiografia de Martinho Lutero. Excelente material sobre a Reforma Protestante luterana.

14. LINCOLN (2012): apesar de criar uma imagem idealizada de Abraham Lincoln, o filme recria a tensão política enfrentada pelo presidente dos EUA durante a Guerra Civil, com destaque para a questão da abolição da escravidão.

16. A OUTRA HISTÓRIA AMERICANA (1999): filme polêmico, relata a questão racial nos EUA a partir da jornada de um jovem dentro do movimento neonazista (o filme contém fortes cenas de violência).

17. GUERRA DE CANUDOS (1997): produção brasileira sobre o conflito em Canudos.

18. O PAGADOR DE PROMESSAS (1962): aborda o contraste e os conflitos entre o Brasil rural e o Brasil urbano nas décadas de 1950 e 1960, com destaque para temas como o sincretismo religioso e a intolerância.

19. A MISSÃO (1986): relato sobre os conflitos entre espanhóis, portugueses e guaranis após a assinatura do Tratado de Madri (séc. XVIII).

20. ÚLTIMO REI DA ESCÓCIA (2007): aborda a relação de um jovem médico escocês e o ditador Idi Amin, em Uganda, na década de 1970.

Apostamos que ser reprovada não está entre as suas várias metas, certo? Então, o jeito é começar a agir para que se dê bem desta vez. Confira algumas dicas:

Dicas para reverter a situação e não repertir de ano

Foto: Arquivo Atrevida

Seu boletim no ano passado não foi aquele sucesso que seus pais esperavam e, no final das contas, deu (muito!) ruim. Agora, este será um ano letivo no estilo “vale a pena ver de novo”, enquanto a maioria dos seus amigos seguirá em frente. Mas, repetir de ano vai muito além de ser uma oportunidade de rever aquela aula de matemática que a deixou superconfusa no segundo bimestre. O fato “voltar à mesma série” pode gerar um sentimento de fracasso. É o seu caso? “Todas as vezes que fracassamos sofremos, mas também temos de refletir sobre quais comportamentos nos fizeram falhar. Aprendemos muito quando acertamos e muito mais quando erramos”, explica a psicóloga Letícia de Oliveira, especialista em análise comportamental. “Rever suas falhas e acertos e planejar uma nova maneira de agir vai ajudá-la neste momento”, completa.

Aí chega aquela hora de encarar a turma nova que, até então, estava um ano atrás de você. Vai rolar certa vergonha de todos? Não precisa, mas pode acontecer, sim. E isso é absolutamente normal, fique tranquila. “Com o tempo, este sentimento deve ficar de lado e o foco serão as novas relações e os novos objetivos”, lembra a dra. Letícia. Além do mais, não se preocupe, pois as amizades não são baseadas no seu desempenho escolar. Ou seja, você fará amigos pela sua empatia e alegria. E a meta agora é ralar de estudar para arrasar!

Bora? Agora vai?

#1 Estude um pouco todos os dias. Se fizer disso uma rotina (como comer e escovar os dentes, por exemplo), você não vai nem sentir que é um sacrifício. Revise cada aula quando chegar em casa. Assim, quando vierem as provas, não vai ter de estudar tudo de uma vez. E vamos combinar que não custa nada estudar uma horinha a mais, né?

#2 Ensine seus novos colegas. Aproveite o fato de já ter visto o conteúdo no ano passado para refrescar a sua memória e ensinar algo. A gente também aprende muito enquanto ensina.

#3 Nunca leve dúvidas para casa. Se fez isso no ano passado, pense em como esta atitude foi prejudicial. Ficou com vergonha de perguntar na frente de todo mundo? Não quis levantar a mão só porque estava no final da aula? Não tem problema. Desde que procure o professor em um outro momento ou retome o assunto na aula seguinte. Só não vale ficar com cara de ponto de interrogação, ok?

#4 Procure não faltar às aulas. Mas se for necessário, pegue a matéria dada com um colega. Não caia na besteira de pensar que, só porque já viu o que foi ensinado no ano passado, não  precisa ver de novo.

#5 Dê atenção extra às matérias em que tem mais dificuldades. Mas não deixe de estudar as que tira de letra.

#6 Seja consciente e faça uma lista de tudo o que atrapalha seus estudos – mesmo que sejam coisas de que você goste. Tente eliminar esses itens enquanto estiver se dedicando aos livros. Algumas dicas do que pode ser: redes sociais, WhatsApp, BFF ligando o tempo todo, namorado querendo atenção 24 horas… Pense no que pode ter atrapalhado o seu caminho no ano passado e mude já!

Se você é do tipo que até tenta, mas não consegue prestar muita atenção nas aulas, e acaba viajando na maionese dia sim, outro também, aí vão algumas dicas de como botar uma ordem nos pensamentos, para se concentrar no que realmente interessa

Por Rita Trevisan e Giovana Pessoa

4 dicas para prestar mais atenção nas aulas 

Foto: Shutterstock

Nosso cérebro funciona como um computador, com várias pastas que guardam nossa memória. Quando precisamos lembrar algo, é só procurar nesses arquivos. Mas tem uma coisa: para conseguir armazenar as informações, é preciso prestar atenção no que está rolando ao nosso redor, como na aula, por exemplo. “Se a garota estiver distraída, os estímulos externos, no caso as palavras do professor, poderão passar completamente despercebidos”, explica a psicopedagoga Silvia Amaral.

É justamente o que acontece quando ficamos sonhando com o Justin Bieber e nem conseguimos escutar direito o que o prófi está dizendo. Daí, na hora de estudar, é como se nunca tivéssemos aprendido sobre aquele assunto. E taí o perigo: as notas vão acabar caindo de bobeira!

Por saber disso é que o professor chama a atenção da galera quando pega alguém conversando, trocando bilhetinhos ou fuçando no celular. Afinal, quando tentamos fazer duas coisas ao mesmo tempo, acabamos dividindo a nossa atenção entre elas e não completamos nenhuma direito. “Você pode até continuar acompanhando o que o professor fala enquanto mexe no celular. Mas pode ter certeza de que, depois, não vai conseguir lembrar quase nada do que foi dito”, alerta Silvia. E o pior é que, pra recuperar o tempo perdido, você vai ter uma baita trabalheira: acabará precisando estudar mais e, além de perder tempo, vai terminar a tarefa muito mais cansada e estressada.

Tá difícil se concentrar?

Às vezes, parece impossível manter a atenção numa coisa só. Mas pode acreditar: se fizer uma forcinha, vai conseguir. “A concentração é um hábito. Se começamos a nos empenhar para prestar atenção em algo, logo nos acostumamos e aí o esforço passa a ser cada vez menor”, explica a psicopedagoga Georgia Vassimon. Ela e outros especialistas separaram algumas dicas bacanas para você começar a treinar essa habilidade já!

Antes da aula

* Separe o seu material e o uniforme um dia antes da aula, principalmente se vai de manhã à escola. E durma bem, o suficiente para acordar sem sono. Assim, vai chegar ao colégio na hora certa, tranquila e bem-disposta, e conseguirá prestar mais atenção no que precisa.

Na hora H

* Deixe tudo o que precisa à mão, para não ter de ficar mexendo na mochila enquanto o professor fala. Mas SÓ o que precisa, tá? Celular, MP3 e outras coisas que não têm nada a ver com a aula devem ficar guardadinhos até a hora do intervalo. E se você sabe que não consegue se segurar e que vai acabar caindo na tentação de dar uma espiadinha no whats, nem leve o aparelho para a escola!

* Além de copiar o que está na lousa, vale ir anotando tudo o que o professor disser e que você achar que é importante. Isso ajuda a manter a concentração na aula e a lembrar o que aprendeu depois.

* Sempre que pintar uma dúvida, não tenha vergonha de parar a aula e pedir que o professor explique novamente. Ninguém consegue prestar atenção numa aula por muito tempo se não puder acompanhar o raciocínio do professor. Agora, se você acha que não é a única que não entende o conteúdo e todas as suas amigas estão reclamando também, a alternativa é falarem juntas com o professor, para tentar sugerir mudanças. Tudo o que você fizer para facilitar o entendimento da matéria será excelente para a sua concentração.

* Fazer um comentário ou outro, quando o professor está fazendo a chamada, por exemplo, não tem mal nenhum. Por outro lado, o excesso de conversinhas durante a aula vai impedir você de aprender e o resto da turma também, prejudicando até quem não tem nada a ver com a fofoca. E aí é sacanagem, né?

Depois da aula

* Ao terminar a lição e os trabalhos da escola, você está liberada para fazer o que gosta. Bater papo com as amigas, mexer no computador e ouvir música. Tudo isso vai ajudá-la a relaxar. Como consequência, na hora do vamos ver (ou da escola!), estará mais descansada e atenta.

* Procure estudar em local apropriado, para não ficar se distraindo toda hora. O ideal é ficar sozinha, num lugar calmo, silencioso e bem iluminado, tendo tudo o que precisa à sua disposição.

* Algumas atividades ajudam a desenvolver nossa capacidade de concentração. É o caso de jogos de tabuleiro, como o xadrez. Fazer palavras cruzadas, caça-palavras, sudoku, aulas de cerâmica, artes plásticas e de música também podem ser uma boa pedida. E até mesmo os esportes são excelentes para melhorar a habilidade de focar numa coisa só, por um tempinho. Os melhores são as artes marciais, a natação e a dança. #ficadica

Quem deu as dicas: as psicopedagogas Silvia Amaral e Georgia Vassimon, o diretor do colégio Vértice, Adilson Garcia, e a coordenadora do colégio Dom Bosco, Francisca Fawn.

A grana para viajar está curta e você já imagina que vai passar os seus dias de folga sem fazer nada? É aí que você se engana! Vem conferir ideias de programas superlegais para você espantar o tédio sem precisar gastar muito. Pronta para ter as melhores férias #ever?

10 dicas para curtir as férias sem viajar 

Foto: Shutterstock

Apostamos que você já estava contando os segundos para ter uma folga mais que merecida da escola, né? Então, se está sem ideias do que fazer (caso não role nenhuma viagem), nós damos um help. Quer ver? Vem conferir 10 dicas para curtir MUITO as férias mesmo se você não for viajar.  #partiudiversão 

#1 Que tal uma volta de bike por aí? Vale pedalar sozinha ou acompanhada, por parques ou ruas tranquilas do seu bairro.

 

#2 Bora pra cozinha? Tente uma receita fácil ou ajude a sua mãe ou paia fazer algo especial.

#3 Já pensou em escrever uma fanfic, livro, peça de teatro ou poesia? Se você curte escrever, as férias são uma ótima oportunidade para começar um novo projeto.

#4 Coloque sua série favorita em dia. Perdeu alguns episódios ou está com saudade das antigas temporadas? Aperte o play e divirta-se!

#5 Pratique esporte. Você pode combinar com sua turma de jogar vôlei, basquete, futebol (ou o que gostarem) numa quadra ou clube da cidade.

#6 Cansada do seu look? ainda te mum bom tempo pra tentar um visu repaginado. Teste um novo corte de cabelo ou um jeito diferente de prendê-lo.

#7 Campeonato de video game com os amigos é divertido. Pensem em um prêmio para quem ganhar, como uma caixa de bombom ou um salgadinho, por exemplo.

#8 Veja o que rola nos centros culturais da sua cidade. Às vezes, você pode encontrar cursos legais – e até gratuitos – na época das férias.

#9 Pesquise novas bandas e músicas. Peça indicação aos amigos ou veja os vídeos sugeridos pelo YouTube quando viro clipe dos seus artistas favoritos.

#10 Tarde no shopping ou no cinema. Convide a best, a sua mãe, irmã. O importante é que seja uma ótima companhia.

 

Conversamos com a Larissa Manoela que revelou dicas inacrês para você mandar bem nos estudos. Olha só!

Larissa Manoela revela dicas para se dar bem na escola

Foto: Rodrigo Takeshi

A Larissa Manoela é atriz, faz vários shows pelo Brasil e ainda é dona de redes sociais com milhões de seguidores. Como será que ela consegue conciliar tudo isso com a vida escolar? Nós descobrimos e a girl ainda revelou que mandar superbem nos estudos. Por isso, perguntamos para a Lari algumas dicas para você conquistar um boletim de arrasar também. Olha só! 

A primeira dica é prestar atenção na aula, isso é primordial. Às vezes é um pouco cansativo, mas é o que ajuda bastante na hora de estudar e fazer as lições. Assim, você não fica o dia inteiro na frente do livro tentando entender, porque vai se lembrar da explicação. A segunda dica é sempre tirar as dúvidas com os professores. Eles estão lá para ajudar, ensinar. E, a última, é sempre fazer a lição de casa! Quando você está sozinho, complica muito mais. Então, você precisa estar sempre treinando.” 

Anotou tudo? 

Quer aprender uma maquiagem linda e prática para usar na escola? Então, confira esse passo a passo!

Veja a Galeria

Já assistiu um filme e ficou morrendo de vontade de estudar no mesmo colégio dos personagens? Então, vem conferir essa matéria!

Veja a Galeria

Gente como a gente! Vem saber qual foi o maior mico que a Larissa Manoela já pagou na escola

Larissa Manoela revela maior mico que já pagou na escola

Foto: Reprodução | Instagram

Quem nunca pagou aquele mico básico na escola? Descobrimos que a Larissa Manoela também já passou por uma situação beeem tensa. Em entrevista exclusiva para a Atrê, a girl contou que seu micão no ano foi na frente das BFFs. Depois que tudo passou, com certeza elas riram juntas da situação, né?

Um mico que eu já paguei na frente das minhas amigas foi ficar presa dentro do banheiro. Tive que escapar por baixo da porta, na frente de todo mundo [risos]", disse. Quem nunca? 

Acha que acabou por aí? Na #Atrê269 você confere uma entrevista incrível com a Lari. Para conferir o papo completo, corra já para as bancas ou compre a sua revista aqui → http://migre.me/w38YU


Quer chegar superestilosa na escola? Vem conferir dicas de tênis para usar com uniforme e arrasar!

Veja a Galeria

É oficial! Senado aprova medida provisória para reforma do Ensino Médio. Entenda tudo que deve mudar no plano de ensino.

Senado aprova reforma do Ensino Médio. Entenda o que vai mudar

Foto: Bo Campos

Quem aí lembra que uma medida provisória para reforma do Ensino Médio estava prestes a ser aprovada? Isso aconteceu! Na última quarta-feira, 8, o Senado Federal aprovou o plano de ensino no governo Michel Temer e a mudança deve começar a partir do primeiro semestre de forma gradual nas escolas

No novo formato, o aluno escolher quais disciplinas deseja cursar. As matérias de língua portuguesa, inglês, matemática, estudo e práticas da educação física, artes, filosofia e sociologia serão obrigatórias. Por outro lado, as disciplinas de ciências da natureza e ciências humanas serão facultativas.

A MP (Medida Provisória) também deve adotar o ensino em tempo integral, sendo assim, a carga horária mínima muda de 800 horas anuais para 1.000 horas. A medida tem como objetivo reduzir o abandono aos estudos deixar a escola mais atraente e melhorar o desempenho do aluno em sala de aula. 

 

O que vocês acharam dessa mudança? 

Quer se inspirar em opções lindas e práticas de penteados para apostar na escola? Vem com a gente!

Veja a Galeria

Quer dar um up no uniforme da escola? Então, vem conferir as nossas dicas para criar um look lindo de volta às aulas

Veja a Galeria