Assine

Se você gosta de ajudar as pessoas, entende as suas necessidades e se interessa por questões relacionadas à saúde e doenças, então enfermagem talvez seja a sua vocação. Vem descobrir!

Por Clariana Zanutto

Enfermagem: saiba tudo sobre a profissão

Ilustração: Marcela Tamayo

Ser enfermeira é atuar com a arte de cuidar das pessoas. Essa profissional da área da saúde presta primeiros socorros, faz curativos, coleta amostras para exames, administra medicamentos e ajuda os médicos em cirurgias. Sua função é prestar assistência médica, geralmente em hospitais, clínicas e unidades de saúde. Ela também pode trabalhar no resgate de vítimas de acidentes, em clínicas de estética, em laboratórios de análises clínicas, em pesquisas, em atendimentos domiciliares e muito mais. 

Será que é a minha praia?

Não há restrições para cursar Enfermagem, entretanto, tem de gostar de cuidar de gente. Determinação e força de vontade são essenciais na carreira. Saber ouvir as pessoas, entender o que elas necessitam e auxiliá-las faz parte do dia a dia. Trabalho em equipe, liderança, proatividade, empatia, habilidade, conhecimento técnico-científico e humanização não podem faltar. É muito comum lidar com ganhos e perdas o tempo todo, ou seja, pessoas que se recuperam e outras que acabam não resistindo.

Como é a faculdade?

As disciplinas da área de biológicas são importantes para quem tem interesse em realizar o curso de Enfermagem. Entretanto, o curso também utiliza o conhecimento das áreas de humanas e exatas. O curso de Enfermagem dura cinco anos e o estágio supervisionado é obrigatório por lei. Ele deve equivaler a 20% da carga horária total do curso e geralmente é realizado no último ano. Existem cursos de residência, mas não são obrigatórios para que o recém-formado possa entrar no mercado de trabalho. Cursos de atualização, participação em palestras, simpósios e congressos, produção de artigo científico e pós-graduação aplicam o conhecimento da profissional e a destacam dos outros.

Mercado de trabalho

A procura pelo profissional de enfermagem vem aumentando gradativamente. A Organização Mundial da Saúde recomenda 1 enfermeiro para 500 habitantes, e o Brasil tem 0,9 por 1.000 habitantes. Cursos de especialização favorecem a busca por melhores oportunidades de trabalho. Para aqueles com interesse na área acadêmica, o mestrado e doutorado são muito relevantes na construção da carreira. Em hospitais e clínicas médicas, que são os maiores empregadores dos enfermeiros, o ganho inicial é cerca de R$ 2.500. Como chefe hospitalar, o salário pode chegar a R$ 12 mil ou mais.

Quem deu as dicas: Prof. Maria Inês Nunes, Coordenadora do Curso de Enfermagem do Centro Universitário São Camilo, e Daniela Freitas, enfermeira do Time de Resposta Rápida do Hospital A. C. Camargo.

Vem conferir todas as mudanças no Enem 2017 e saiba a opinião de especialistas

Tudo que você precisa saber sobre as mudanças no Enem 2017

Foto: Shutterstock

Na última segunda-feira, 10, o Inep divulgou diversas mudanças no edital do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2017. Para te ajudar a entender tudo, conversamos com especialistas que apontaram os pontos positivos e negativos das novas regras do exame

A inscrição, que começa no próximo dia 8 de maio, passou a custar R$ 82 sendo que no último ano a taxa era de R$ 68. A isenção do pagamento da incrição será restrita apenas para alunos da rede pública (no terceiro ano do ensino médio), pessoas cadastradas no CadÚnico e candidato que possui a renda familiar abaixo de um salário mínimo. Sendo que os candidatos isentos que não comparecem perdem direito ao benefício no ano seguinte caso a a ausência não seja justificada por meio de atestado médico, documento oficial judicial ou boletim de ocorrência. 

Outra mudança significativa é a realização das provas em dois domingos, sendo que nos últimos anos o Enem foi realizado em apenas um fim de semana (sábado e domingo). No primeiro dia de exame, em 5 de novembro os candidatos terão 5 horas e meia de prova para as seguintes disciplians: linguagens, ciências humanas e redação. No domingo seguinte, 12 de novembro, matemática e ciências da natureza serão as matérias que devem ser concluídas dentro de 4 horas e meia. 

Segundo Hélcio Alvim, coordenador pedagógico do Ensino Médio do Colégio Mopi , a modificação para dois domingos terá benefícios aos alunos. “A mudança para dois domingos é ótima, super bem-vinda.  A prova em dois dias consecutivos era extremamente cansativa, podendo comprometer o desempenho do estudante", disse. 

Claudio Hansen, gerente pedagógico e professor de Geografia do Descomplica, destaca os pontos positivos na nova divisão das áreas (redação muda para o primeiro dia e matemática ganha companhia de natureza). "O fato é que a nova proposta aproxima as habilidades exigidas nas áreas de conhecimento. Teremos um primeiro dia bem pesado no sentido da leitura atenta, interpretação e capacidade de escrita e concatenação de ideias. Um segundo dia mais ligado aos raciocínios lógicos e aos cálculos", afirma Claudio. 

Além dessas mudanças, o Enem também não valerá como certificado do Ensino Médio, a solicitação de tempo adicional para atendimento especial deve ser solicitada na inscrição e por decisão do MEC,  não será mais disponibilizado o ranking do exame por escolas. 

Humanas, exatas ou biológicas? Se você ainda está na dúvida de qual profissão escolher, faça o teste para descobrir o que é mais a sua cara!

Faça o Teste

Vai fazer a Fuvest no fim de semana? Conversamos com experts, que deram dicas superlegais para você arrasar no vestibular. Olha só!

Quem deu as dicas: Alessandra Venturi, orientadora educacional do Cursinho da Poli

5 dicas espertas para mandar bem na Fuvest

Foto: Shutterstock

Chega de fazer a sofrida e ficar se lembrando do vestibular que não rolou. Se quiser fazer bonito na Fuvest, que acontece no próximo fim de semana, é hora de parar de chorar e pegar firme nos estudo. vem cá, além de dar um abraço, nós selecionamos dicas que vão ajudá-la a deixar o passado para trás e focar de novo em seu objetivo!

• FAÇA UMA AVALIAÇÃO

O que será que aconteceu para você não ter ido bem no vestibular? Será que foi o conteúdo? O  nervosismo? Ou você não estudou o suficiente? Nessa hora é importante entender o que pode ter acontecido para o seu desempenho cair.

• SIGA EM FRENTE

Agora que você tem uma noção do que pode ter acontecido, é hora de aprender com os erros e seguir em frente. Encare o ocorrido como uma experiência para ganhar maturidade e não cometer os mesmos erros nas próximas provas.

• ACREDITE EM SI MESMA

Assim fica mais fácil dar a volta por cima. Para ajudá-la, faça um cronograma e identifique os horários que tem livre para estudar. Com os horários certinhos você tem de ser fiel ao tempo que combinou que teria livre para os estudos.

• ESQUEÇA O MEDO

Nada de ficar encanada de não passar de novo. Há 50% de chances de passar ou não, então faça o seu melhor. Não tenha medo de pedir ajuda quando estiver com dúvidas. Estude as aulas, treine
exercícios, faça simulados, provas anteriores, etc. O mais importante não é o tempo que você fi ca estudando, mas a qualidade do tempo que passa estudando. Trabalhe o foco e a concentração
para absorver todo o conteúdo (nós sabemos que é muita coisa!).

• ALIMENTE-SE BEM

Parece meio crazy essa dica, mas é verdade. Comer e dormir corretamente é fundamental para se preparar e ter fôlego para aguentar tantas horas de estudo. Uma má alimentação influencia na concentração e no rendimento nos estudos. E não adianta nada comer direito apenas no dia da prova!

Revista Atrevida / Edição 247

Hora de comemorar! Justiça nega pedido de anulação da redação do Enem 2016. Saiba mais

Atenção, girls! Se você fez o Enem 2016, então prepare-se para good news. Nesta quarta-feira, 9, o pedido do Ministério Público Federal do Ceará de anulação da redação do exame por suspeita de fraude foi negado pela justiça

Segundo a decisão do juiz José Vidal Silva Neto, da 4ª Vara da Justiça Federal no Ceará, "Nenhuma razão para anular a prova de todos os candidatos que se submeteram corretamente à redação, suportando de forma integral e escorreita os efeitos do sigilo do tema  e se submetendo a todos os rigores normalmente exigidos nesta etapa da seleção". 

Agora sim, né?! Vamos torcer para não acontecer mais nada. 

What? Redação do Enem 2016 pode ser cancelada. Entenda!

Uma coisa é certa: as polêmicas sobre o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2016 estão confundindo a nossa cabeça. Após o pedido de cancelamento às vésperas da prova, o procurador Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal no Ceará, entrou com um pedido para anular a redação do teste. O motivo? Um possível vazamento do tema.

Durante a prova, 11 pessoas foram presas por fraude e, segundo a PF (Polícia Federal) do Ceará, um dos candidatos detidos no domingo já sabia o tema da redação antes do início da prova. #ComoAssim? Para quem não sabe, o tema da redação do Enem foi "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil". 

Outra polêmica que está rolando é que o tema da redação é o mesmo que um post de 2015 do Ministério da Educação sobre uma "foto falsa" do exame que estava circulando pelas redes sociais. Os dados apresentados nesse post viral, inclusive, são os mesmos que foram usados como base para a redação desse ano. 

Em nota, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) afirma que a semelhança dos temas aconteceu por coicidência e que os casos estão sob investigação. Segundo a publicação, Inep e a PF garantem "empenho para apurar os fatos, garantindo que não haja prejuízo aos participantes". 

O que vocês estão achando de tudo isso?


Está preparada para o Enem 2016? Conversamos com um especialista, que indicou 5 possíveis temas da atualidade para a redação do Enem 2016. Confira!

5 possíveis temas para a redação do Enem 2016

Foto: Shutterstock

O Enem 2016 (Exame Nacional do Ensino Médio) acontece nos dias 5 e 6 de novembro e uma das maiores preocupações dos candidatos é a redação. Para te ajudar a se preparar para a prova, conversamos com o professor de redação do Sistema Ari de Sá, João Filho, que indicou 5 possíveis temas da atualidade que podem ser a proposta da redação. Olha só: 

1) Jogos olímpicos no Rio de Janeiro

As Olimpíadas Rio 2016 trouxeram ao Brasil um imensurável legado histórico. Foi a primeira vez em que esses jogos aconteceram na América Latina. Além disso, os jogos ocorreram diante de vários aspectos negativos: crise de refugiados, um delicado momento político do país, boatos de atentados, proliferação do zika vírus no país. Mesmo com essas adversidades, os jogos foram um sucesso.

2) Ética, democracia e justiça no Brasil

Nos últimos anos, o brasileiro tem se envolvido mais com a política do país. Movimentos muitas vezes formados por pessoas sem ligações partidárias tomaram as ruas no decorrer do ano com o objetivo de contestar as práticas existentes e gritar por leis mais rigorosas.


3) Liberdade de expressão e ativismo nas redes sociais

A internet tornou-se um campo de discussões, exposição e de defesa do próprio eu. Ideias contrárias passaram a cruzar-se nas redes sociais buscando, cada uma, a sua superioridade. Nesse contexto, muito se discutiu sobre até que ponto as redes sociais são um ambiente propício para a expressão e afirmação das próprias ideias. 

4) Os desafios ambientais no século XXI

Ainda vai demorar para que o meio ambiente deixe de ser pauta em debates. No final do ano passado, vimos o desastre em Mariana, que devastou cidades e matou diversos ecossistemas ao longo do Rio Doce. Em meio a esse fato, podem ser questionadas as atitudes que o homem pode tomar para reparar os danos causados à natureza e o que ele pode fazer para evitar mais problemas ambientais.


5) Diversidade cultural e igualdade de gêneros

É possível traçar uma análise da formação do povo brasileiro, tendo como foco a questão que envolve as culturas indígena e quilombola, que foram, por muito tempo, engolidas pela cultura branca dominante e hoje se reafirmam na sociedade como partes integrantes da composição cultural nacional. Além disso, vivemos em uma época em que se discutem, seja na mesa de um restaurante, seja em plenária na Câmara, temas relacionados à igualdade de gênero e ao conceito de família no século XXI.

Ministério Público Federal do Ceará entrou com uma ação para adiar a prova do Enem. Entenda!

Entenda por que a prova do Enem pode ser adiada em todo país

Foto: Shutterstock

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está previsto para acontecer nos próximos dias 5 e 6 de novembro, porém, uma ação pode adiar a data da prova. O MEC anunciou na última segunda-feira, 1, que o exame seria adiado para 191,4 mil participantes, pois 304 locais de provas estão ocupadas por integrantes de um movimentos estudantis que estão contra a Medida Provisória que prevê a reformulação do ensino médio e a PEC 241. Segundo o Inep, esses inscritos realizarão a prova nos dias 3 e 4 de dezembro. 

Na última quarta-feira, 2, o Ministério Público Federal do Ceará entrou com uma ação para adiar a prova em todo o país. O procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, pediu o adiamento porque considera que adiar as provas para um determinado grupo de pessoas pode atrapalhar a igualdade da seleção. Entenderam? 

O MEC informou que já está tomando as devidas providências para derrubar a ação. Segundo a nota, mesmo com conteúdos diferentes, as provas oferecerão o mesmo grau de dificuldade para todos os candidatos. 

O caso será julgado até a próxima sexta-feira, 4, por isso, fique de olho em todas as notícias, ok?! 

O Enem está chegando! Que tal se preparar para arrasar na prova? Selecionamos dicas essenciais que vão te ajudar muito

Veja a Galeria

Está se preparando para o Enem? Confira dicas de especialistas para estudar na reta final do exame e mandar superbem!

Dicas espertas para estudar na reta final do Enem 

Foto: Shutterstock

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece nos dias 5 e 6 de novembro, é uma das principais formas de seleção para candidatos em diversas universidades do país. Quem ainda não começou a estudar, com dedicação pode tentar recuperar o tempo perdido, focando sobretudo na redação, já que ela é responsável por 50% da nota da prova. “É preciso criar o hábito de escrever, pelo menos, uma redação por semana”, recomenda a professora de Língua Portuguesa do Colégio Sesi Portão, Jaqueline Flugel.

Além da técnica, é necessário ficar antenado com o que está acontecendo no mundo – já que o Enem aborda assuntos atuais tanto na redação como nas próprias questões. Política brasileira, crise econômica e contratempos com o Ministério da Cultura são alguns temas possíveis, acredita Jaqueline. “A questão de gênero e padrões de família deve ser algo presente também”, diz. Ler jornais, revistas e sites noticiosos é fundamental dentro da rotina de estudos.

Dia a dia 

Além das horas que você passa na escola, é preciso se dedicar em casa. O recomendável, de acordo com a professora de psicologia do IEL Paraná, Elba Neri Moreira de Miranda, é que sejam destinadas três horas ao dia. “É necessário que ele tenha ao menos mais três horas para fazer uma atividade física, ficar com os pais. A sobrecarga de estudos acaba sendo prejudicial pois, no outro dia, o estudante acordará cansado”, ressalta.

Dormir oito horas por dia é outra regra, segundo Elba, para que o cérebro funcione bem. Nessas três horas, nada de interrupções: deixe uma garrafa de água ao lado e estude de forma contínua. “Se paramos por muito tempo, demoramos a nos concentrar”, explica Elba, que sugere que a rotina seja organizada por um número de disciplinas a cada dia (além da redação, que pode ser encaixada nessas horas). 

Aos fins de semana, para alunos que já têm uma rotina de estudo há meses, a psicóloga aconselha estudar por um período (sábado de manhã, por exemplo) e descansar o outro 1 dia e meio. Para quem não está em dia, os estudos devem acontecer nos dois dias, por um período inteiro (manhã ou tarde). 

Prova

No dia do Enem, a professora orienta que o estudante comece pelas matérias que domina. “Depois, vá gradativamente para as mais difíceis. Dessa forma, o tempo é melhor aproveitado. No dia da redação, comece por ela, quando o cérebro está bem descansado, e reserve 40 minutos no final para revisar, complementar, e passar o texto a limpo”, ensina Elba.    

Está preocupada com a redação do Enem? Então, se liga em 10 erros que são imperdoáveis na redação e arrase na prova!

10 erros de português imperdoáveis na redação do Enem

Foto: Shutterstock

Vai terminar o ensino médio esse ano e já está se preparando para o Enem? Fique calma, girl! Nós vamos te ajudar nessa missão. Conversamos com o professor de português da plataforma de ensino Descomplica, Eduardo Valladares, que enumerou  10 erros de português imperdoáveis na redação e explicou cada um deles. Papel e caneta na mão? Anote, já! 

#1 A (preposição, tempo futuro, distância) X Há (tempo decorrido ou sentido de existir) 

Exemplos:

Não o vejo há muitos anos 

O colégio fica a três quadras daqui

#2  Haver (sentido de existir) X A ver (ter relação com) 

Exemplos:

Esse vestido não tem nada a ver com meu estilo

Deve haver uma forma de solucionarmos este problema  

#3 À medida que (proporção) X Na medida em que (locução causal): 

Exemplos:

À medida que caminhávamos, mais ficávamos cansados.

Perdi dois quilos em uma semana, na medida em que fiz uma reeducação alimentar.

#4 Não separar o sujeito do predicado por vírgulas. Isso pode caracterizar um erro grave. 

#5 A crase não deve ser usada antes de palavras no masculino, verbos no infinitivo ou pronomes

#6 Nunca começe uma conclusão com as expressões “para concluir”, “concluindo”

#7 Não fazer referências ao próprio texto ao longo da escrita 

#8 Não esquecer a preposição em casos obrigatórios de regência verbal

#9 Tenha atenção para não errar a concordância utilizada pela norma culta

#10 Tome cuidado para não trocar os valores empregados pelas conjunções

Já está mais do que na hora de começar a estudar para o vestibular! Por isso, selecionamos 5 passos incríveis que vão te ajudar muito na hora de fazer a prova

Guia de estudos: 5 passos para fazer um bom vestibular

Foto: Shutterstock

As férias de julho já estão acabando e você já parou, pelo menos, 5 minutinhos para estudar? Vale lembrar que os últimos meses do ano passam rapidinho e você vai precisar lidar com váááárias provas como, o temido vestibular da faculdade.

Mas, tenha calma! Não é tão difícil quanto parece. Você só vai precisar de tranquilidade, dedicação e planejamento. Conversamos com a Angela Moreira, coordenadora pedagógica do Colégio Nossa Senhora do Rosário, que listou 5 passos para você arrasar e fazer um bom vestibular. Quer saber? 

1. Seja curioso e comprometido

Sem dúvidas, o conteúdo ministrado em sala de aula é muito importante, mas nem sempre os alunos estão atentos ou dispostos a entendê-lo na primeira vez que têm contato com o assunto. Por isso, a expert sugere que os temas sejam complementados em casa, com exercícios e pesquisas em outras fontes. ''Assim, a aluna descobre quais são suas dúvidas e pode esclarecer tudo com o professor antes do dia da prova'', afirma.

2. Comece pelo que é mais fácil

Muitas pessoas acham que devemos começar os estudos pela matéria mais difícil, certo? Errado! ''O que não pode ocorrer é a dedicação absoluta a determinadas disciplinas em detrimento de outras'', diz a especialista. Em avaliações compostas por várias disciplinas, como Enem e Fuvest, começar pelo conteúdo que tem mais familiaridade dá ao aluno autoconfiança durante a prova, o que pode resultar em uma melhor colocação. Anotou essa, girl? 

3. Fique atento aos assuntos do momento

Os professores devem sempre falar sobre assuntos relevantes para o momento atual, porém, é papel do aluno estar atento ao que vê, lê e ouve no dia a dia. ''Isso pode ser um diferencial em relação ao concorrente na hora de fazer o vestibular'', afirma. 

4. Busque apoio

Família, amigos e, claro, os professores são peças fundamentais nesta preparação. O aluno deve expandir a visão que tem do professor como alguém que atua apenas na sala de aula. ''O fator psicológico é fundamental, então, o aluno deve ter confiança de que está cercado de pessoas que estão dispostas a ajudá-la”. 

5. Chegou a hora: o que fazer? 

Após estudar, alguns alunos não se sentem seguros no dia da prova. Pensando nisso, a expert preparou um check list indispensável:

- Checar a localização da prova 

- Chegar com antecedência de 30 minutos

- Conferir os documentos e materiais necessários

- Ler toda a prova com calma

- Começar pelos assuntos de maior familiaridade, sem perder a divisão do tempo para toda a prova

- Nas questões em que há dúvida, marcá-las para, posteriormente, respondê-las com mais calma

- Fazer uma revisão final antes de preencher o gabarito

- Preencher corretamente o gabarito

Partiu estudar?