Vem conferir todas as mudanças no Enem 2017 e saiba a opinião de especialistas

Tudo que você precisa saber sobre as mudanças no Enem 2017

Foto: Shutterstock

Na última segunda-feira, 10, o Inep divulgou diversas mudanças no edital do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2017. Para te ajudar a entender tudo, conversamos com especialistas que apontaram os pontos positivos e negativos das novas regras do exame

A inscrição, que começa no próximo dia 8 de maio, passou a custar R$ 82 sendo que no último ano a taxa era de R$ 68. A isenção do pagamento da incrição será restrita apenas para alunos da rede pública (no terceiro ano do ensino médio), pessoas cadastradas no CadÚnico e candidato que possui a renda familiar abaixo de um salário mínimo. Sendo que os candidatos isentos que não comparecem perdem direito ao benefício no ano seguinte caso a a ausência não seja justificada por meio de atestado médico, documento oficial judicial ou boletim de ocorrência. 

Outra mudança significativa é a realização das provas em dois domingos, sendo que nos últimos anos o Enem foi realizado em apenas um fim de semana (sábado e domingo). No primeiro dia de exame, em 5 de novembro os candidatos terão 5 horas e meia de prova para as seguintes disciplians: linguagens, ciências humanas e redação. No domingo seguinte, 12 de novembro, matemática e ciências da natureza serão as matérias que devem ser concluídas dentro de 4 horas e meia. 

Segundo Hélcio Alvim, coordenador pedagógico do Ensino Médio do Colégio Mopi , a modificação para dois domingos terá benefícios aos alunos. “A mudança para dois domingos é ótima, super bem-vinda.  A prova em dois dias consecutivos era extremamente cansativa, podendo comprometer o desempenho do estudante", disse. 

Claudio Hansen, gerente pedagógico e professor de Geografia do Descomplica, destaca os pontos positivos na nova divisão das áreas (redação muda para o primeiro dia e matemática ganha companhia de natureza). "O fato é que a nova proposta aproxima as habilidades exigidas nas áreas de conhecimento. Teremos um primeiro dia bem pesado no sentido da leitura atenta, interpretação e capacidade de escrita e concatenação de ideias. Um segundo dia mais ligado aos raciocínios lógicos e aos cálculos", afirma Claudio. 

Além dessas mudanças, o Enem também não valerá como certificado do Ensino Médio, a solicitação de tempo adicional para atendimento especial deve ser solicitada na inscrição e por decisão do MEC,  não será mais disponibilizado o ranking do exame por escolas.