Assine

Acabe com os cravos com uma receita superfácil de máscara caseira para tirar cravos. Vem ver!

Aprenda a fazer uma máscara caseira para tirar cravos 

Foto: Shutterstock

Os cravos aparecem quando há um aumento na produção do sebo (secreção produzida naturalmente pela pele) a ponto de entupir o poro. Eles são comuns na adolescência por causa das alterações hormonais. A dica é não espremer, para não causar machucados na pele. Para retirá-los, você pode apostar em uma máscara caseira de gelatina! 

 Você precisa de:

1 colher de sopa de gelatina em pó sem sabor
1 e 1/2 colher de sopa de leite

Leve a mistura ao microondas por 15 ou 20 segundos (ela deve ficar morna, mas não ferver). Passe imediatamente no rosto (ela endurece rápido!) com os dedos mesmo. Ah, muito cuidado para não aplicar em cima da sobrancelha ou do couro cabeludo! Deixe a máscara no rosto por 30 minutos – ela vai endurecer e formar uma camada bem elástica e resistente. Daí, é só começar a puxá-la devagar e adeus, cravinhos! 

Foto: Bo Campos

Quer conferir mais receitinhas para cuidar da pele e do cabelo em casa? Então, clique aqui

Precisa usar óculos de grau, mas não sabe qual escolher? Vem cá e descubra qual modelo é ideal para o seu rosto

Veja a Galeria

A ansiedade pode atrapalhar (e muito!) o seu dia a dia. Confira 3 dicas para mandá-la embora!

3 dicas para controlar a ansiedade 

Foto: Shutterstock

Não tem jeito, mesmo a gente tentando pensar positivo, sempre rola aquela ansiedade que acaba deixando as nossas expectativas muito maiores – e a pressão também, fala sério! Por isso, separamos algumas dicas para ajudar a controlar os nervos e te deixar mais relax:

1) Coloque o corpitcho para funcionar:

Um simples passeio diário com o seu cão pode fazer maravilhas para a sua cabeça! Isso porque as atividades físicas elevam a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer e disposição.

2) Faça exercícios de respiração:

Pode parecer bobo, mas isso ajuda a reduzir as reações do sistema nervoso. Inspire lentamente pelo nariz com a boca fechada. Conte alguns segundos e só solte o ar quando sentir o abdome cheio. Repita várias vezes. Ah, no YouTube existem vários tutoriais, ok?

3) Escolha um snack certeiro:

Difícil não enfiar o pé na jaca quando a gente está com os nervos à flor da pele! Mas dá para escolher alimentos que não dão um efeito deprê depois, tipo o chocolate. Invista em frutas, como banana, laranja e maçã. Cenoura também vale.

Acha que acabou aqui? Que nada! Na #Atrê270 você confere mais dicas para controlar a ansiedade e ainda confere um superguia que promete te ajudar a planejar seu futuro numa boa. Quer ver? Então, corra para a banca ou compre a sua Atrê no site → https://goo.gl/3D9S9m 

Quem deu as dicas: Ana Cruz, psicanalista clínica; Bayard Galvão, psicólogo clínico e presidente do Instituto Milton H. Erickson; Heloisa Santos, diretora e fundadora do EPP – Espaço Psicopedagógico da Penha; e Odair Comin, psicólogo e fundador da Pantrus (terapia on-line para dificuldades emocionais).

Conheça os tipos de manchas na pele e saiba como se prevenir e tratar o problema

Por Aline Marchiori

Manchas na pele: saiba quais são os tipos e como tratá-las 

Foto: Shutterstock

Se você não é muito atenta aos cuidados com a sua pele, vamos mudar esta rotina! Que tal começar ficando ligada nas manchas e pequenas lesões? Elas podem ser sinais de doenças de pele, que se não tratadas, podem causar grande incômodo. Veja quais são elas e fique ligada!

Melasma

O que é?

É uma alteração de pele causada por uma interação dela com o sol. É a manifestação do excesso de melanina, que cria ilhas de pigmentação na superfície da pele. Em 90% dos casos se dá em mulheres, porque tem relação com a questão hormonal. O que acontece é que há uma interação dos hormônios femininos com a pele e a luz do sol, que causa manchas escuras na pele. 


Como é diagnosticado?

O diagnóstico é feito pelo quadro clínico. O médico observa manchas escuras no rosto, colo e, às vezes, no braço, sendo que tendem a piorar no verão e melhorar no inverno. 

Tratamento

Apesar de ser uma alteração inocente, deve ser feito um acompanhamento médico, que geralmente, indica cremes clareadores, peelings específicos e até mesmo o uso de lasers. Também é indicado o uso de filtro solar diariamente e que se evite a exposição exagerada ao sol.

Rosácea

O que é? 

É uma condição de pele que causa lesões avermelhadas com predileção pela região molar (bochechas) e pelo nariz. Ela pode causar só vermelhidão, com o aumento dos vasos sanguíneos na região da zona T (nariz, testa e queixo), e até bolas de pus que se assemelham à acne.

Como é diagnosticado?

Os principais sintomas são a vermelhidão no rosto com lesões vermelhas e inchadas, além de pequenos vasos sanguíneos visíveis. Além disso, a rosácea é mais comum em mulheres de pele bem clara. 

Tratamento

É feito com cremes e medicamentos via oral. Em casos em que há predominância dos vasos dilatados, o tratamento é à base de laser e luz pulsada. Quem tem rosácea deve evitar frio ou calor intensos, que é quando o quadro piora, vento gelado e comidas picantes. Não faz mal à saúde, mas se não tratada, pode piorar com o tempo, ficando mais visível. 

Vitiligo 

O que é? 

É uma doença causada pela perda de pigmentação da pele, que causa placas ou manchas brancas. O vitiligo é mais comum em adultos e jovens a partir dos 14 anos, mas existem formas de vitiligo também na infância.

Como é diagnosticado?

Geralmente, o próprio paciente consegue observar o surgimento das manchas brancas e, ao procurar o médico, ele conclui o diagnóstico. Infelizmente, é uma doença que não tem cura, mas pode ser tratada.

Tratamento

É considerada uma doença autoimune, onde o próprio organismo é responsável pela produção de anticorpos ou substâncias que atacam tanto o pigmento quanto as células que produzem os pigmentos. O tratamento é feito à base de medicamentos que inibem o sistema imunológico, mas também podem ser receitados cremes com corticoides e outras substâncias. Os casos mais fáceis de tratar são na face, porém, nas extremidades, como mão, pé e região genital, o tratamento é mais difícil.

Psoríase 

O que é? 

Assim como o vitiligo, é uma doença autoimune, na qual as células do corpo atacam a superfície da pele e aumentam a velocidade da replicação celular. Em vez da pele trocar a cada 30, 50 dias, na psoríase, em algumas partes do corpo, ela é feita a cada 15 ou 20 dias. É caracterizada pela presença de placas vermelhas escamosas e grossas na pele.

Como é diagnosticado?

Ao observar placas vermelhas e grossas, principalmente na região do cotovelo, joelho, nádegas e cabeça, o médico já consegue ter um diagnóstico prévio, porém, é uma doença que pode ser mais intensa devido a fatores como obesidade, síndrome metabólica, diabetes, pressão alta, etc.

Tratamento

Infelizmente, não há como prevenir. Uma vez que aparece, ela deve ser tratada. O tratamento é feito com cremes à base de corticoide, remédios que agem no sistema imunológico por via oral ou tópica, e até fototerapia. 

Quem deu as dicas: Claudio Wulkan, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Sabia que higiene íntima em excesso pode fazer mal? Que o sabonete normal não é bom para esta região? E que calcinha de algodão é a melhor opção? Sua resposta para todas as questões foi “não”? Sem problemas, te contamos tudo agora!

Texto: Aline Marchiori | Adaptação Web: Nathália Henrique

7 cuidados que todo mundo precisa ter com a higiene íntima 

Foto: Shutterstock

Grande parte dos jovens aproveita bastante o Carnaval, seja dançando, cantando, rindo e namorando. Considerada a temporada oficial da paquera, neste período, muitos adolescentes passam o dia inteiro na folia e acabam esquecendo dos cuidados básicos com a higiene íntima. Pensando nisso, conversamos com alguns profissionais que revelaram dicas que fazem toda a diferença. Olha só! 

Contra os fungos! 

Durante a folia, muitas meninas esquecem de ter atenção com a higiene e podem colocar a saúde em risco, como por exemplo, ao passar o dia inteiro com o biquíni ou short molhados. Segundo a ginecologista Iara Linhares, o calor e a umidade da região são ingredientes para a proliferação de fungos e, sem saber, elas estão contribuindo diretamente para o surgimento da candidíase. Estima-se que a doença afetará quase 75% das mulheres em idade reprodutiva pelo menos uma vez na vida, é o que diz o Centers for Disease Control and Prevention.

Termômetro de saúde

É assim que o pH vaginal é citado pela sexóloga Sônia Eustáquia. Esta sigla significa potencial hidrogeniônico, que mede o grau de acidez ou alcalinidade da vagina. Uma vagina saudável tem um pH ácido, mais baixo do que sete. O grau normal pode variar de 3,8 a 4,2, porque esta é a condição ideal de sobrevivência dos lactobacilos representantes da flora microbiana que povoa o ambiente vaginal saudável. A redução destes lactobacilos é a principal causa de irritações e infecções vaginais.

Cheirinho comum

Toda vagina tem cheiro, não adianta fugir dele. O odor comum chega até a se assemelhar ao cheiro do iogurte. Já a secreção vaginal comum é aquela composta de substâncias incolores. Ela é translúcida e sem impurezas.

Olha o exagero

É comum a vagina ter alguns odores e secreção incolor, então vá com calma, tome cuidado para não exagerar na limpeza a fim de eliminar esse cheirinho. A limpeza em excesso pode tirar as defesas naturais da vagina e fazer mudanças radicais no pH e na região genital.

Papel x lenços umedecidos

Sempre que puder, após as idas ao banheiro, use lenços umedecidos não perfumados (os com perfume podem causar alergias), que são mais higiênicos que o papel, que pode deixar muitos resíduos e causar irritações e infecções.

Calcinha certa

Jamais ignore a ida ao shopping para comprar calcinhas, pois ela é superimportante e merece sua atenção. Para o dia a dia, prefira as de algodão, que são confortáveis e deixam a região “respirar”. Nos dias mais quentes, higienize a região genital mais vezes por dia e troque sempre a calcinha. Também prefira roupas que não abafem a região, como saias e vestidos.

Sabonete do bem

Se você higieniza a região genital com sabonete normal, bora mudar este hábito, pois está fazendo errado. O sabonete comum é adstringente e pode irritar, retirando as defesas naturais da região. Prefira os próprios para a área íntima, que contêm o pH necessário – em torno de 5 ou 6 – para manter a região equilibrada, e prefira sempre os líquidos para evitar a contaminação.

Quem deu as dicas: Sônia Eustáquia, sexóloga e psicóloga pós-graduada em sexualidade humana, Iara Linhares ginecologista docente da disciplina de ginecologia do departamento de ginecologia e obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e o urologista Eduardo Bertero chefe de andrologia da Sociedade Brasileira de Urologia. 

Chega de dor! Quase todos os dias você reclama de dor de cabeça e não sabe mais o que fazer com ela? Muita calma, vamos ajudá-la a entender o que está acontecendo e como lidar com tantos sintomas!

Por Aline Marchiori

Dor de cabeça: entenda as causas e saiba como combater o problema

Foto: Shutterstock

Pensa rápido: qual foi a última vez que você se queixou de dor de cabeça? Se ela faz parte da sua rotina e você a sente mais de duas vezes por semana está na hora de ligar o alerta. A hora certa de procurar um médico é aquela em que as dores estão atrapalhando a sua qualidade de vida, impedindo que realize tarefas comuns e estão ficando cada vez mais frequentes.

Existem dois tipos de dores que podem fazer parte da rotina da adolescente: enxaqueca (que dói de um lado só da cabeça) e cefaleia tensional (que costuma ser sentida na parte frontal). As duas são causadas por hábitos comuns do dia a dia e que, muitas vezes, podem parecer completamente inofensivos. O ideal é descobrir quais são esses hábitos que desencadeiam as dores em você e evitá-los ao máximo. A seguir citaremos alguns para ajudá-la a descobrir o que está a incomodando e mandar de vez um ~sai pra lá~ para a dor!

Você dorme bem?

Não dormir, pelo menos, oito horas por dia ou dormir muito mais do que isso pode causar enxaquecas. Quando você dorme o seu corpo produz compostos bioquímicos, como a melatonina (que precisa do escuro para ser produzida), e que ajuda a melhorar a sua imunidade e os níveis de serotonina, cujo desequilíbrio pode causar enxaqueca.

Mude isso

Uma hora antes de dormir tente relaxar o seu corpo, seja ouvindo músicas, tomando um chá ou até mesmo se desligando de todos os equipamentos eletrônicos que atrapalham bastante o sono.

Você fica muito tempo sem comer?

O jejum prolongado também é um fator desencadeante da enxaqueca. Quando você fica muito tempo sem comer, a quantidade de açúcar no sangue cai, estimulando a produção de substâncias que causam a dor.

Mude isso

Alimente-se de maneira equilibrada e sempre de três em três horas para evitar que a dor chegue. Vale lembrar que não adianta comer só quando estiver com dor, pois, desta forma, ela não vai passar.

 Você masca muito chiclete?

Sabia que ao mascar chiclete você pode causar um desequilíbrio muscular da mandíbula, principalmente se mascar mais de um lado que do outro? Ou causar disfunção da articulação da mandíbula? Esses fatores podem desencadear a cefaleia tensional.

Mude isso

Faça um teste e fique sem chiclete por um tempo para ver se a dor persiste. Se ela sumir, mude já este hábito. Em vez de mascar chiclete, beba água, coma um snack saudável, enfim, acabe já com este hábito que pode fazer supermal para a sua saúde.

Tem tomado café demais?

A cafeína é um dos agravantes da enxaqueca. O ideal é que cada pessoa ingira 200 mg de cafeína por dia e evite após as 18h. Lembre-se que se você toma muito e quer mudar o hábito, vá reduzindo as quantidades, pois tirá-lo de repente também pode causar enxaqueca.

Mude isso

Diminua a quantidade e tome, no máximo, duas xícaras por dia. E isso vale não só para o café, mas também para refrigerantes à base de cola, chás e até mesmo chocolates. 

Você tem TPM?

Se a sua resposta é sim, saiba que a TPM traz com ela crises de cefaleia. Alguns fatores como ovários policísticos, endometriose, entre outros, podem agravar o quadro, portanto, é bom ficar ligada.

Mude isso

Consulte um médico ginecologista e explique sobre a sua dor de cabeça direitinho para que ele possa ajudá-la. Quando os hormônios estão equilibrados, as dores de cabeça tendem a diminuir.

Você usa muito o PC ou o celular?

Ficar exposta às luzes do PC ou celular por longos períodos pode causar cefaleia tensional, pois elas aumentam os níveis de algumas substâncias químicas no cérebro.

Mude isso

Reduza o tempo que fica no computador ou celular. Além disso, ajuste o monitor do PC e o do celular para que fique mais escuro e não tão brilhante. 

Quem deu as dicas: dr. Fábio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Bota a cara no sol e se joga neste verão, mas antes, vem cá, a Atrê conta por que é tão importante tomar sol na medida certa e se proteger com o filtro solar!

Por Aline Marchiori

Saiba como proteger a pele dos efeitos do sol neste verão

Foto: Shutterstock

Sempre protegida

Não importa se o dia está bonito, nublado, calor, frio, se está usando biquíni ou moletom, você precisa se proteger do sol usando protetor. Quando tomamos sol sem protetor somos expostas a raios UVA e UVB, que atingem a pele liberando radicais livres e provocando o envelhecimento precoce, danificando as fibras de colágeno e aumentando a produção de manchas. A proteção impede que esses raios entrem em contato com a sua pele. Vale lembrar que o efeito do sol é cumulativo, portanto, se você tomar sol hoje, amanhã não vai acordar com a pele prejudicada, mas daqui a dez, vinte anos começará a perceber os efeitos negativos desta exposição. Então é melhor cuidar agora para não sofrer depois!


Na medida certa! 

Se toda vez que aplica o protetor você não sabe se passou muito ou pouco, miga, você não está sozinha, mas saiba que é fácil calcular. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia é necessária uma camada equivalente a uma colher de chá rasa para o rosto e três colheres de sopa para o corpo, principalmente, durante o verão. E o ideal é que o protetor seja reaplicado a cada quatro horas em dias normais e a cada duas horas no verão, podendo ser menos tempo se você entrar na piscina, mar ou suar bastante.

Com ou sem sol

Não tem desculpa, mesmo sem sol é necessário aplicar o protetor, isso porque as nuvens filtram de 30% a 50% dos raios UVA e UVB, e o resto pode passar e, em contato com a pele, causar queimaduras! Portanto, use SEMPRE protetor solar. Um fator de proteção bacana para todos os tipos de pele é o 30, pois protege bem diariamente.

Escolha o seu!

Existe um protetor ideal para o seu tipo de pele. Antes de ir às compras, se liga no que deve ficar atenta:

Pele oleosa: escolha fórmulas mais leves e loções oil-free.

Pele seca: prefira protetores em creme e loções.

Pele normal ou mista: vá de fluidos, géis-creme e loções oil-free.

Quem deu as dicas: dr. Claudio Wulkan, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e do Hospital Israelita Albert Einstein, e Lilian Cruz, Grouper de Marketing da Nivea.

Em uma entrevista exclusiva para a Atrê, descobrimos qual é o segredo da Mariana Saad para manter a pele linda. Olha só!

Descobrimos o segredo para a pele linda da Mariana Saad 

Foto: Reprodução | Instagram

Todo mundo pensa que para ter uma pele linda e saudável, é preciso investir em vááários produtinhos de beleza que não são nada baratos. Certo? Errado! Para provar isso, conversamos com a youtuber Mariana Saad que revelou qual é o seu produto de beleza queridinho para manter a pele linda no verão

Segundo a girl, a água termal é a opção perfeita para apostar no rosto após um dia de calor usando maquiagem. “Água termal eu amo. A partir do momento em que você descobre o efeito de verdade, tudo muda. Ela ajuda a acalmar a pele depois de um dia com make”, contou. 

Dica anotada, girl?

Acha que acabou aqui? Que nada! Na #Atrê268 você confere um editorial lindo de make para verão com a Mari Saad. Quer conferir a matéria completa? Então, corra já para as bancas ou compre a sua revista pelo site → https://goo.gl/iLjGkb

Está todo mundo falando no coletor menstrual, mas você não sabe para que serve nem por que ficou tão em alta? Keep calm, tiramos as suas dúvidas agora!

Texto consultoria Sônia Eustáquia, sexóloga e psicóloga pós-graduada em sexualidade humana

Coletor menstrual

Foto: Shutterstock

Com certeza você já ouviu alguém falar sobre o coletor menstrual por aí. Mas, fala sério: de início é um pouco complicado entender como ele funciona. Pensando nisso, consultamos uma expert para tirar todas as suas dúvidas sobre o produto que pode substituir os absorventes. Olha só: 

O que é?

É uma espécie de “copinho” que é inserido na vagina para recolher o fluxo menstrual. Normalmente, é feito de silicone medicinal que é bem flexível.


Como funciona?

Ao ser introduzido no canal vaginal ele forma um vácuo que impede a entrada de ar, evitando vazamento e mau odor – já que o sangue menstrual só produz cheiro quando entra em contato com o ar.

Quem pode usar?

Apenas as garotas que não forem mais virgens, pois ele é introduzido na vagina e se a menina nunca tiver tido uma relação, ele pode romper o hímen. O ideal é que se procure um ginecologista antes de aderir ao coletor para que ele tire as suas dúvidas e explique como deve ser usado.

Faz mal?

Não. Ele traz benefícios e oferece conforto e praticidade. Não altera o pH da flora vaginal e possibilita
uma melhor ventilação na região – diferentemente dos absorventes externos e internos. O coletor ainda
é fácil de higienizar.

Por que é moda?

É considerada uma medida sustentável e, devido à tecnologia, é ajustável ao corpo e evita a contaminação bacteriana. Sem contar que o mesmo coletor, se lavado corretamente – com água fervente –, e guardado em local limpo pode ser usado de quatro a dez anos.

Revista Atrevida / Edição 252

Assim que os seios começam a crescer, a gente já se pergunta: “qual sutiã devo usar?”. Tire aqui esta e outras dúvidas sobre essa fase tão importante para qualquer garota!

7 dúvidas sobre o crescimento dos seios

Foto: Bo Campos

Durante toda a vida, rolam várias mudanças no nosso corpo. E a puberdade é uma das fases mais importantes: é quando a gente deixa de ser criança para se tornar adolescente. Nós crescemos, começamos a ganhar novas formas, até a nossa voz muda! Mas uma das transformações mais marcantes para todas as meninas é o crescimento dos seios. Esse período sempre pede alguns cuidados, entre eles, o uso de um bom sutiã. Você anda com muitas dúvidas sobre o tema? Então, tire todas elas aqui!

Quando os seios começam a crescer?

Os seios começam a se desenvolver por volta dos 9 anos de idade. É o início da puberdade e um dos primeiros sinais da chegada da adolescência. Este crescimento começa antes mesmo da primeira menstruação (chamada de menarca). Com o passar dotempo, as mamas vão aumentando e param por voltados 17, 18 anos de idade.

Meus seios estão crescendo, mas doem um pouco. É normal?

É normal, sim. Nesta fase,a região fica bem sensível. Se estiver doendo muito ou estiver se sentindo estranha, peça para a sua mãe levá-la a um ginecologista, que ele vai explicar direitinho o que está acontecendo e o que fazer.

Eu já tenho um pouco de volume nos seios, mas notei que uma mama é maior doque a outra. Acho tão estranho! É normal?

É normal, sim, principalmente nessa fase inicial de crescimento. Muitas vezes, aparece o primeiro broto mamário (que parece um“caroço”) de um lado e demora 3, 4 até 6 meses para surgir do outro lado. Isso acontece porque a mamaé formada por glândulas que não são estimuladas de maneira igual. Mas não se preocupe porque, na maioria dos casos, elas se tornam iguais até o fim do desenvolvimento. Ah, e também não precisa de nenhum tratamento!

Preciso tomar alguns cuidados durante o crescimento dos seios?

Precisa. É sempre legal usar um hidratante para fugir das estrias, já que a pele vai se esticando como aumento de volume das mamas. Outra dica importante é evitar pancadas no local (atenção redobrada nas aulas de Educação Física, hein?). Por fim, use um sutiã ou top assim que for necessário.

Quando uma menina deve começar ausar sutiã?

Assim que o desenvolvimento dos seios começa, você pode investir no primeiro sutiã. Isso vai ser bom, principalmente se você se sente desconfortável porque eles aparecem ao vestir uma camiseta, por exemplo. O sutiã será um amigo e tanto!

Que sutiã é ideal quando os seios ainda são pequenos?

O tipo “top” pode ser o mais confortável. Ele protegebem as mamas e evita o constrangimento do aparecimento dos mamilos sob a roupa. De preferência, o tecido deve ser leve, sem aro (aquele ferrinho, sabe?) e até sem costura.

E para quem já tem seios maiores?

É bom que a peça seja confortável e que, ao mesmo tempo, dê uma boa sustentação para evitar que os seios fiquem um pouco “caídos” no futuro. Se possível, compre um sem aro, que pode machucar (uma ideia é tirar o ferrinho depois que comprar o sutiã). Os de algodão são sempre mais indicados. Evite renda sou tecidos sintéticos se notar que eles causam alguma reação alérgica, ok?

 

 

 

Você está começando a ficar incomodada com os pelinhos que insistem em crescer nas axilas, nas pernas, em todo canto do seu corpo, mas morre de medo de se depilar? A gente vai zerar todas as suas dúvidas sobre o assunto agora!

Tire todas as suas dúvidas sobre depilação

Foto: Shutterstock

Há quem não se importe com os pelos que ficam mais visíveis pelo corpo a partir da pré-adolescência. Mas tem gente que se incomoda – e muito! – com eles. E é aí que entra a tão famosa depilação. Mas é claro que não basta decidir que precisa se depilar pra sair por aí usando qualquer método, né? O primeiro passo é conversar com seus pais a respeito e, depois, se eles acharem ok, escolher o que é melhor para você, pensando no seu conforto e segurança. Agora, se você não tem a menor ideia de como fazer essa escolha, a gente ajuda, tirando todas as suas dúvidas. É pra já!


Quais são os métodos de depilação que existem?

Há diversas formas de se depilar, algumas doem menos, outras mais. Não vamos mentir, gata! Também tem diferença no resultado, no tempo de duração e no preço de cada sessão. Fizemos um resumo das principais técnicas pra você, com as vantagens e desvantagens de cada uma. Olha só:

Creme depilatório

É rápido, prático e não dói nada. Basta aplicar na pele, deixar alguns minutos agindo e retirar. Porém, o resultado não dura muito, mais ou menos 15 dias. Mas deve-se tomar cuidado, pois existem cremes específicos para o rosto e para o corpo, viu? Como são fabricados à base de substâncias químicas, que quebram o pelo, podem acabar irritando a pele e causando alergias. Por isso, é superimportante testar em uma área pequena da pele antes de investir neste tipo de depilação.

Depilador elétrico 

Para depilar, é preciso comprar o aparelho, que não é lá muito barato. O bom é que depois você pode usar quando quiser, em casa mesmo. Existem aparelhos que puxam o pelo pela raiz e outros que cortam na superfície. Ambos são fáceis de usar, mas o que tira pela raiz pode causar dor, não vamos negar! Com ele, os pelos voltam a crescer em um mês, mais ou menos.

Cera quente ou fria

Com esta técnica, o resultado dura cerca de um mês. Além disso, a cada vez que você depila com esse método, deixa o pelo mais fino. Também é um jeito rápido de limpar áreas maiores, como as pernas, eliminando completamente os pelos. A desvantagem é a dor. O produto é aplicado sobre a pele seca e, na sequência, é retirado de uma vez só pela profissional. Para algumas pessoas dói mais. Para outras, menos. E o único jeito é testar para medir a sua sensibilidade. Outra coisa é que esse tipo de procedimento deve ser feito sempre por profissionais, de preferência em clínicas especializadas. Afinal, é preciso ter certeza de que a cera que está sendo aplicada na sua pele não foi usada antes em outra pessoa e que ela está na temperatura correta, no caso da quente, sem risco de queimar. Então, nada de se arriscar em casa, hein?!

Lâmina

É o método mais barato de todos, você faz em casa, rapidinho e sem sentir dor. A desvantagem é que os pelos crescem de novo depois de dois ou três dias. Fora isso, é tranquilo, desde que você siga alguns cuidados, principalmente nas primeiras vezes em que for manipular a lâmina. Pra começar, é importante ter um aparelho só seu, lavar a região antes de depilar e, se possível, fazer um pouco de espuma para a lâmina deslizar. Outro cuidado é não forçar a lâmina demais e prestar atenção nas dobrinhas, como aquelas atrás do joelho ou nos tornozelos, onde é mais fácil se cortar. Na dúvida, peça para a sua mãe acompanhar você, pelo menos até pegar o jeito.

Laser 

É, de longe, o método mais caro. Mas também é o mais duradouro e efetivo. Como retira  completamente os pelos, desde a raiz, eles tendem a crescer cada vez mais finos e frágeis. Existem alguns tipos de laser que não doem, indicados para quem é mais sensível. A depilação a laser é até liberada para garotas de 12 anos, desde que os pais autorizem o procedimento.

Tem preguiça de tirar a maquiagem antes de dormir? Chega disso, girl! Aqui, você aprende 4 passos superfáceis para limpar a pele corretamente. Olha só!

Por Aline Marchiori

5 passos para limpar a pele antes de dormir

Foto: Shutterstock

A gente sabe, dá uma preguicinha tirar a maquiagem e limpar a pele todo santo dia, mas acredite, este ritual faz um bem danado para a sua saúde e, de quebra, deixa seu make mais bonito! Para ajudá-la a inclui-lo em sua rotina, explicamos agora o passo a passo para você ter uma pele inacrê!

 

1) Lave bem as mãos


Pense: não faz sentido lavar o rosto com as mãos sujas, né? A sujeirinha que fica embaixo das unhas pode causar infecções na pele, principalmente em quem já tem acne ou pele sensível, que são facilitadoras para a entrada de bactérias.

 

2) Tire toda a maquiagem


Nem pense em dormir de maquiagem, hein! Com um demaquilante, adstringente, lencinho ou água micelar, que remove as sujeiras mais profundas, tire todo o make, caso contrário, o acúmulo de resíduos pode deixar a pele oleosa e com poros obstruídos, facilitando o aparecimento de cravos e espinhas.

 

3) Água morna ou fria?


Após tirar o make, umedeça o rosto com água fria ou morna, faça espuma com o sabonete facial nas mãos e aplique na face, fazendo movimentos circulares suaves por cerca de um minuto. Seja delicada para não descolar colágeno da pele. Em seguida, enxágue e seque o rosto com leves batidinhas. Nada de esfregar, ok?

 

4) Esfoliação na medida


É importante esfoliar a pele cerca de duas vezes por semana, principalmente se você tem uma pele normal. Na pele seca, o ideal é uma vez por semana. Já a oleosa pode precisar de até três vezes, se necessário. A esfoliação auxilia no processo de remoção de células, sujeira e micro-organismos mortos na superfície da pele, o que pode causar espinhas e cravos se não removidos.

 

5) Sabonete perfeito

 

Na hora de escolher o melhor sabonete para a sua pele, fique atenta à sua composição. Observe o pH, que deve ser próximo ao da pele, que tem um nível de 5,3. Quem tem pele oleosa e acneica também deve ficar ligada em alguns ativos no sabonete, como ácido salicílico, ácido glicólico, enxofre, zinco e alfa-hidroxiácidos, que ajudam a controlar a oleosidade e prevenir a acne. 

A gente sabe, dá uma preguicinha tirar a maquiagem e limpar a pele todo santo dia, mas acredite, este ritual faz um bem danado para a sua saúde e, de quebra, deixa seu make mais bonito! Para ajudá-la a inclui-lo em sua rotina, explicamos agora o passo a passo para você ter uma pele inacrê!

 

Por Aline Marchiori

Quem deu as dicas: dra. Michele Haikal, dermatologista, e dra. Flavia Ravelli, dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

1) Lave bem as mãos

Pense: não faz sentido lavar o rosto com as mãos sujas, né? A sujeirinha que fica embaixo das unhas pode causar infecções na pele, principalmente em quem já tem acne ou pele sensível, que são facilitadoras para a entrada de bactérias.

 

2) Tire toda a maquiagem

Nem pense em dormir de maquiagem, hein! Com um demaquilante, adstringente, lencinho ou água micelar, que remove as sujeiras mais profundas, tire todo o make, caso contrário, o acúmulo de resíduos pode deixar a pele oleosa e com poros obstruídos, facilitando o aparecimento de cravos e espinhas.

 

3) Água morna ou fria?

Após tirar o make, umedeça o rosto com água fria ou morna, faça espuma com o sabonete facial nas mãos e aplique na face, fazendo movimentos circulares suaves por cerca de um minuto. Seja delicada para não descolar colágeno da pele. Em seguida, enxágue e seque o rosto com leves batidinhas. Nada de esfregar, ok?

 

4) Esfoliação na medida

É importante esfoliar a pele cerca de duas vezes por semana, principalmente se você tem uma pele normal. Na pele seca, o ideal é uma vez por semana. Já a oleosa pode precisar de até três vezes, se necessário. A esfoliação auxilia no processo de remoção de células, sujeira e micro-organismos mortos na superfície da pele, o que pode causar espinhas e cravos se não removidos.

 

5) Sabonete perfeito

Na hora de escolher o melhor sabonete para a sua pele, fique atenta à sua composição. Observe o pH, que deve ser próximo ao da pele, que tem um nível de 5,3. Quem tem pele oleosa e acneica também deve ficar ligada em alguns ativos no sabonete, como ácido salicílico, ácido glicólico, enxofre, zinco e alfa-hidroxiácidos, que ajudam a controlar a oleosidade e prevenir a acne.