Assine

Sabia que o tratamento para ela pode estar aí, no seu prato? Alguns alimentos podem ajudar a controlar a TPM e mandá-la para longe. Conheça agora os seus mais novos BFFs!

Veja a Galeria

Giovanna Secrets. A atriz revelou os seus segredos de moda e beleza só para a Atrê. Bora se inspirar?

 

Sobre sair de cabelo molhado...👍🏻

Uma foto publicada por Giovanna Grigio (@gigigrigio) em Abr 2, 2016 às 12:22 PDT

 

1. Protetor solar com hidratante: “Passo todos os dias. Sinto muita falta quando não coloco.”
2. Xampu seco: “Como o meu cabelo é misto, se passo outro xampu, ele fica uma bagunça!”
3. Hidratante pós-sol: “Uso um hidratante pós-sol para a pele descascar menos.”
4. Saia Jeans: “Estou usando bastante saia jeans com camisetas. Adoro!"

Sabe aquela dor forte que você sente todo mês no abdome? Ela não é uma cólica qualquer e pode ser sinal de endometriose. Nessa matéria te explicamos tudinho!

Texto Aline Marchiori | Adaptação Isadora Couto | Ilustração Isabela Santos


Entenda os motivos da cólica 

Se todo mês você sente dor pélvica ou cólicas fortíssimas, procure já um médico. Ao contrário do que algumas pessoas dizem, isso não é normal e pode ser sinal da endometriose, uma doença inflamatória crônica que acontece quando a menstruação ocorre fora do útero. Com isso, alguns órgãos podem ficar comprometidos, como trompas, bexiga, ovários e até o intestino.

Ela começa a se manifestar ainda na adolescência e, na maioria dos casos, agenética influencia muito. Portanto, se alguém na sua família tem endometriose principalmente sua mãe ou irmã você tem chances de ter também. Então, todo cuidado com a sua saúde é pouco! Este é um dos principais motivos pelos quais é tão importante ir ao médico e fazer exames regularmente.

Fique de olho!

Um dos principais sintomas da endometriose é a cólica menstrual, que pode surgir nas primeiras menstruações, e à medida que o tempo passa, elas vão piorando. O fluxo intenso, associado a sintomas de dor lombar, dor ao evacuar durante o ciclo e até infecções urinárias, também pode estar relacionado à doença. O diagnóstico deve ser feito por um médico que analisará os sintomas e pedirá exames de imagem, como a ressonância, ultrassom e exame de toque.

Chega de sofrência

Se descobriu que está com endometriose, fique tranquila, pois existe tratamento. Ele deve ser iniciado o quanto antes para evitar problemas futuros, que podem ser desde invasão da doença em órgãos como intestino, trompas e ovários, evoluindo até a esterilidade. O tratamento quase sempre é iniciado com medicamentos hormonais à base de progesterona, anti-inflamatórios, e orientações alimentares para ingestão de derivados de vitamina B6. Se a doença já estiver avançada, pode ser o caso de uma cirurgia com mínima invasão, feita com pequenos furos para removê-la.

Endometriose X Mioma

Ao contrário do que muita gente acha, a endometriose não tem nenhuma relação com o mioma. Eles são coisas completamente diferentes! O mioma é um tumor que se desenvolve no útero e costuma atingir mulheres mais velhas, entre 30 e 50 anos. 

 

Revista Atrevida | Ed.255

 

 

 

Sabe aquelas perguntas que você sempre quis fazer sobre absorvente interno? Nós fizemos e te contamos tudo agora! Veja o que é mito e verdade sobre esse tipo de absorvente

Texto Laura Nogueira | Foto: Shutterstock

Fique por dentro

Foto: Shutterstock

Qual é a diferença entre um absorvente externo e um interno?

Os absorventes externos são usados por fora e se aderem à calcinha. Já o interno é inserido na vagina para absorver o fluido antes de sair do corpo.

É verdade que só meninas que não são mais virgens podem usar esse tipo de absorvente?

Não! Meninas virgens também podem fazer uso desde que consultem um ginecologista. Casos raros podem impedir o uso desse tipo de absorvente, por isso é tão importante procurar um ginecologista após a primeira menstruação.

Podemos perder a virgindade com ele?

Não! Isso é um mito, não há riscos de romper o hímen.

É verdade que ele pode “se perder” lá dentro?

Não se perde, não! Não existe passagem da vagina à cavidade abdominal, e é entre a parte externa da vagina e o colo do útero que o absorvente é posicionado. Para retirá-lo basta puxar a cordinha, mas se ela se romper, o absorvente deverá ser retirado com os dedos.

Qual é a maneira correta de colocá-lo?

Não existe maneira correta. Algumas garotas preferem colocar sentadas, outras preferem colocar em pé, e outras ainda acham que deitadas e flexionando uma das pernas pode ser a melhor posição. Tente de jeitos diferentes até encontrar o melhor para você.

É normal sentir um incômodo?

Não! Se ele estiver incomodando é sinal de que não foi colocado de maneira correta. Você deve colocar bem no fundo da vagina para evitar esse incômodo.

Eu posso entrar na água com ele?

Claro! Por isso o absorvente interno é a opção mais adequada para quando você vai à praia ou à piscina.

Como eu faço a escolha do tamanho do absorvente interno?

A escolha desses absorventes é feita igual à dos absorventes externos, de acordo com volume de fluxo. Então, para dias de fluxo mais intenso, por exemplo, o ideal são as opções maiores.

Quem deu as dicas: Dr. Domingos Mantelli, ginecologista e obstetra da Clínica Domingos Mantelli e Dra. Karina Zulli, ginecologista e obstetra do Hospital Maternidade São Luiz.

Revista Atrevida |  Edição 234

Você daria tudo pra fazer uma operação dessas e mudar de vez o que incomoda na sua aparência. Mas será que a plástica é mesmo a melhor solução para o seu caso? A Atrê ajuda você a avaliar se vale a pena encarar o bisturi!

Texto da Redação | Adaptação web: Marília Alencar |  Foto: Estúdio Escala | Danilo Tanaka 

Avalie antes de tudo 

Foto: Estúdio Escala

As cirurgias plásticas, como a gente já disse, não são procedimentos tão simples assim. O cirurgião plástico Ricardo Cavalcanti, da clínica Viteé, conta um pouco mais sobre como são feitos alguns dos procedimentos mais procurados pela galera. Vê só! 

Rinoplastia 

A cirurgia é feita por dentro do nariz. Por isso, ela não deixa cicatrizes aparentes. Mas, às vezes, é necessário fraturar o osso do nariz durante o procedimento. “Se houver necessidade, reduzimos também o dorso e a ponta do nariz”, explica Cavalcanti. No pós-operatório, é necessário utilizar um gesso na região por 20 dias, período em que a paciente não pode praticar atividades físicas. E o resultado só aparece depois de mais ou menos três meses.

Silicone nas mamas

Para colocar as próteses, é necessário cortar a pele. A incisão pode ser feita logo abaixo dos seios ou em torno das aréolas. O volume da prótese quem escolhe é a paciente, mas é necessário que fique em harmonia com o resto

Redução das mamas

Nesse caso, os médicos retiram a pele fazendo o corte logo abaixo dos seios ou em torno das aréolas. Os cuidados no pós-operatório são básicos, sendo os principais: não fazer atividade física por um mês ou mais e não tomar sol por no mínimo 90 dias. O resultado pode ser conferido em dois meses.

Otoplastia

É feito um corte atrás da orelha e um pedaço da pele é retirado, para que o cirurgião possa mexer na cartilagem. “Modelamos a cartilagem até conseguir um bom resultado”, explica Cavalcanti. Após o procedimento, a paciente deve permanecer por cinco dias com uma atadura na cabeça. No pós-operatório, ela deve usar uma faixa, que envolve as duas orelhas. O resultado é rápido e pode ser conferido assim que as ataduras forem retiradas pelo cirurgião.

Quem deu as dicas: Ricardo Cavalcanti, cirurgião plástico e diretor médico da Clínica Viteé.

Faltam poucos dias para a Páscoa e fica difícil resistir às delícias que tomam conta dessa época do ano, não é mesmo? Ainda mais quando o queridinho do feriado é o chocolate. Vem saber mais sobre ele e os cuidados que deve ter com a pele, para evitar acnes

Texto Julia Prezotto | Adaptação web: Marília Alencar

Gif | Tumblr | Reprodução

O ingrediente básico dessa gostosura é o cacau, uma fruta que se desenvolve em lugares quentes e úmidos, portanto, mais comum em países tropicais como o nosso (aqui, as principais plantações estão na Bahia e no Amazonas). A parte usada para produzir o chocolate é a semente, enquanto que da polpa,  que é doce, é possível fazer sucos, geleias e sorvetes. As sementes ficam em um recipiente de madeira por alguns dias, em seguida são expostas ao sol pra secar e depois são tostadas e moídas. E é o produto resultante desse processo todo com a fruta que dá origem aos diversos tipos de chocolate.

Os principais tipos

O que diferencia um tipo de chocolate do outro é a quantidade de cacau em sua composição. Um dos tipos mais famosos, por exemplo, tem mais gordura do que cacau – e aí acaba não sendo considerado um chocolate de verdade, sabia? Confira agora a diferença entre cada um:

Gif | Tumblr | Reprodução

Ao leite – O chocolate mais popular de todos tem pouca massa de cacau (de 15% a 30% da composição) e o restante dos ingredientes são açúcar, manteiga de cacau, leite em pó e derivados, gordura de leite, vanilina, lecitina e éster. Ou seja, deve ser consumido com certo cuidado devido à alta concentração de calorias em uma pequena porção

Branco – Este tipo não tem sólidos de cacau como ingredientes principais, mas, sim, manteiga de cacau, leite e açúcar. E para ser considerado chocolate, é preciso conter no mínimo 20% dos sólidos de cacau. Caso contrário, é só um doce gostoso, porém, bem gorduroso. Também não precisa ser radical e nunca mais comer esse tipo de chocolate. Mas é bom redobrar a atenção e evitar o consumo exagerado.

Meio amargo e amargo – As duas versões possuem quase nada de manteiga de cacau e pouca quantidade de açúcar e leite. Ou seja, tudo de bom! O meio amargo tem pelo menos 45% de massa de cacau e o amargo possui pelo menos 60% desse ingrediente, que faz superbem para a saúde.

Gif | Tumblr | Reprodução

Causa espinhas?

O alimento aumenta a ocorrência de cravos e espinhas? Esta é uma pergunta que acompanha muita De acordo com a médica Daniela Leal, expert em cosmiatria, os chocolates têm alto teor glicêmico, ou seja, liberam açúcar na corrente sanguínea de forma rápida, e essa é a principal causa do aumento de espinhas. Neste caso, a especialista ressalta que algumas mudanças de hábitos podem auxiliar no tratamento da pele, sem que seja preciso deixar de saborear o chocolate.  

Gif | Tumblr | Reprodução

Para evitar espinhas ... 

- Opte por chocolates combinados com alimentos ricos em óleos vegetais como nozes, amêndoa e castanha;
- Escolha chocolates com alto teor de cacau; 
- Cuidados com a pele são fundamentais para ter resultados eficientes. Limpeza e protetor solar são essenciais.

Quem deu a dica: Dra. Daniela Filgueiras Leal Rossi, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética e expert em cosmiatria.

Você sabia que beber água é mais eficiente para se manter diva do que o uso de um montão de cosméticos? Xi... Se preocupou porque acha impossível beber tanto líquido por dia? Então, se liga!

Veja a Galeria

Algumas mudanças no dia a dia podem ajudá-la a evitar o corrimento vaginal. Se liga:

Cuidado com sua calcinha!

Ilustração: Isabela Santos

  • Tenha uma boa higiene genital evitando o uso de produtos químicos na região.
  • Evite calcinhas de tecidos sintéticos. Prefira as de algodão que não abafam a região.
  • Tente dormir sem calcinha! Isso evita o abafamento da região e melhora o equilíbrio da flora natural da vagina.
  • Se já for ativa sexualmente, não deixe de usar camisinha, pois ela evita o corrimento transmitido via sexual.
  • Evite absorvente íntimo diário, pois ele abafa a região e pode piorar o corrimento.
  • Nos dias em que o corrimento estiver incomodando e não tiver como não usar, opte por aqueles que não têm material plástico atrás.
  • Quando for para a piscina, evite ficar muito tempo com o biquíni úmido, isso favorece o aparecimento de corrimentos causados por fungos.

Quem deu as dicas: Andrea Hercowitz, médica hebiatra do Hospital Israelita Albert Einstein

Papo sério! Você acordou com uma dorzinha na boca e, no fim do dia, estava com uma ferida uó? Antes de surtar, vem aqui, precisamos falar sobre herpes!

Herpes labial

Ilustração: Isabela Santos

Tem uma boca na minha ferida!

Se passou o dia com uma dorzinha nos lábios e, ao se olhar no espelho, percebeu que havia uma ferida tão grande que fez a sua boca parecer um mero detalhe, keep calm: isso pode ser herpes, uma doença causada por um vírus chamado HSV (Herpes Simples Vírus). Este vírus pode ser de dois tipos: o 1, que é mais comum em lesões na boca, e o 2, em lesões genitais. Sim, foi isso mesmo que você leu: o herpes também pode aparecer nos genitais, pois é uma doença transmissível – aliás, é uma das DSTs mais frequentes no mundo! Ah! E fique atenta, pois o herpes não tem idade para surgir e pode aparecer em recém-nascidos e adultos. É claro que nas crianças o comum são as lesões na boca, já a partir da época em que a pessoa se torna sexualmente ativa fica exposta aos dois tipos.

Isso é herpes?

Identificar não é muito difícil, já que as feridas são visíveis e o local onde elas nascem fica dolorido, porém, o ideal é procurar um médico. A primeira infecção é a pior, já que os sintomas são chatinhos e a pessoa pode ter febre, mal-estar, coceira, sensação de queimação, etc. É comum que a infecção  apareça dentro de 3 a 7 dias após a exposição ao vírus e que demore de 7 a 10 dias para sarar. E se você já teve herpes, deve ter escutado que irá ter todo mês, mas não é bem assim. O vírus costuma voltar durante um ou dois anos após a primeira infecção e vai diminuindo. Alguns fatores também podem contribuir para que ele volte, como o estresse e a exposição ao sol.

Gif | Tumblr | Reprodução

Ela pode voltar?

Sim, porque não tem cura, apenas tratamento. Ele é feito à base de antivirais, que diminuem a dor e a duração das feridas. Os cuidados dependem do tipo do vírus e da imunidade do paciente. As pessoas acabam não dando muita importância para o herpes, mas é uma doença séria como qualquer outra.

Cuide-se!

Se ainda não teve herpes e quer evitar que o vírus chegue até você, fique ligada: ele pode ser transmitido após o contato direto com a saliva e outras secreções, o que significa que o herpes pode ser transmitido tanto bebendo no mesmo copo que outra pessoa ou com um beijo na boca. Já o herpes genital pode ser contraído pelo ato sexual ou durante o sexo oral, portanto, é imprescindível o uso da camisinha. É bom lembrar também que a transmissão pode ocorrer mesmo quando não há feridas, pois quem tem herpes não precisa estar devidamente machucado para transmiti-lo. A qualquer sinal da doença, procure um médico para que ele indique o tratamento correto!

Revista Atrevida | Edição 257

Lanches do bem! Que tal adotar uma vida mais leve sem sair do celular? Difícil? Que nada! Selecionamos perfis no Instagram cheios de receitinhas inacrês para deixar o seu lanche saboroso e ainda mais saudável! Procure uma nutricionista para ajudá-la a arrasar no cardápio

Veja a Galeria

Uma das youtubers mais bombadas do momento dá dicas simples e superfáceis para arrasar. Veja os truques da Nah Cardoso

Texto Redação |  Foto: Instagram | Reprodução 

Linda e poderosa

Foto: Instagram | Reprodução

Qual o seu truque de beleza infalível?

Uma coisa que peguei mania foi água termal, acho que mudou minha vida. Confesso que não tinha muito cuidado com a pele até ver que preciso de novos hábitos. Ainda mais que trabalho o dia todo com maquiagem, foto, vídeo... Tem uma hora em que a pele não aguenta e pede socorro, e aí segui a dica da água termal e passo de dia e à noite. Levo sempre uma pequenininha na bolsa para hidratar durante o dia. Parece que quando espirro, a pele me agradece [risos].

Dá para perceber que você cuida bastante do cabelo. Qual produto não pode faltar para quem quer ter madeixas superlisas como as suas?

Um cuidado que faço questão de ter é passar protetor térmico, porque uso bastante modelador de cachos, então, tanto em casa como em cabeleireiro eu passo porque cuida mesmo. Também hidrato os fios a cada semana ou dez dias e corto de três em três meses as pontinhas.

Você cuida bastante das suas unhas, né? Que cor você gosta de passar no verão?

Gosto bastante de turquesa, tipo um verde-água. Eu estou muito nessa vibe sereia. No inverno só uso preto, aí quando chega esta época gosto de passar um turquesa, coral, prata... Essa coisa bem aquamarine.

Quer ler a entrevista completa da gata? É só comprar a revista aqui.

Ok, todo mundo tem direito de buscar alternativas para se sentir melhor. Mas é preciso fazer isso de forma realista e equilibrada, sem colocar a saúde em risco. Conversamos com dermatologistas e cirurgiões plásticos, que contam se os procedimentos estéticos queridinhos do momento podem ou não ser realizados durante a adolescência e descobrimos os seus prós e contras. Olha só!

Alongamento de cílios: pode, mas exige cuidado!

Desde que o procedimento seja realizado por profissionais capacitados e que utilizem materiais de qualidade. “Se aplicados incorretamente, eles podem provocar a queda dos cílios naturais e impedir o crescimento deles”, explica o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética – Regional São Paulo.

Gif | Tumblr | Reprodução

Preenchimento labial: pode, mas exige cuidado!

Nem todos os especialistas aceitam realizar o procedimento em pacientes adolescentes. Mas se o seu médico for favorável ao preenchimento labial, e seus pais concordarem, procure por especialistas de confiança e não exagere, para que o resultado seja natural. “Se a paciente considerar que o aumento não foi suficiente, poderá reaplicar o ácido hialurônico [substância usada para preencher os lábios] após um mês”, afirma o cirurgião plástico Marco Cassol, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Gif | Tumblr | Reprodução

Usar Roacutan: nem todo mundo pode

Nem todo mundo pode se livrar das espinhas fazendo uso dessa substância, que, segundo a dermatologista Mônica Linhares, sobrecarrega o fígado. “A paciente deve realizar uma avaliação laboratorial antes de iniciar o tratamento, que só é feito em adolescentes mediante a autorização dos responsáveis”, diz a especialista. Durante o tratamento, é importante fazer acompanhamento mensal e não engravidar até dois anos depois do fim do tratamento, já que isso pode prejudicar o feto. Não é tão simples quanto você imaginava, né?

Gif | Tumblr | Reprodução

Cirurgia plástica: nem todo mundo pode

Cirurgias plásticas com finalidade estética em menores de 18 anos são exceção e devem ser autorizadas pelos responsáveis. “As mais comuns são a para corrigir orelha de abano e diminuir as mamas”, diz o cirurgião plástico Luiz Victor Carneiro Jr. Outras cirurgias precisam ser avaliadas caso a caso, mas, no geral, devem ser evitadas até que a paciente tenha o corpo formado e esteja madura psicologicamente. “Na adolescência, o corpo muda muito. Por isso, podemos errar na medida do que fazer. Além disso, o que incomoda o adolescente hoje, amanhã pode já não incomodar mais”, explica o especialista.

Gif | Tumblr | Reprodução