Você está começando a ficar incomodada com os pelinhos que insistem em crescer nas axilas, nas pernas, em todo canto do seu corpo, mas morre de medo de se depilar? A gente vai zerar todas as suas dúvidas sobre o assunto agora!

Tire todas as suas dúvidas sobre depilação

Foto: Shutterstock

Há quem não se importe com os pelos que ficam mais visíveis pelo corpo a partir da pré-adolescência. Mas tem gente que se incomoda – e muito! – com eles. E é aí que entra a tão famosa depilação. Mas é claro que não basta decidir que precisa se depilar pra sair por aí usando qualquer método, né? O primeiro passo é conversar com seus pais a respeito e, depois, se eles acharem ok, escolher o que é melhor para você, pensando no seu conforto e segurança. Agora, se você não tem a menor ideia de como fazer essa escolha, a gente ajuda, tirando todas as suas dúvidas. É pra já!


Quais são os métodos de depilação que existem?

Há diversas formas de se depilar, algumas doem menos, outras mais. Não vamos mentir, gata! Também tem diferença no resultado, no tempo de duração e no preço de cada sessão. Fizemos um resumo das principais técnicas pra você, com as vantagens e desvantagens de cada uma. Olha só:

Creme depilatório

É rápido, prático e não dói nada. Basta aplicar na pele, deixar alguns minutos agindo e retirar. Porém, o resultado não dura muito, mais ou menos 15 dias. Mas deve-se tomar cuidado, pois existem cremes específicos para o rosto e para o corpo, viu? Como são fabricados à base de substâncias químicas, que quebram o pelo, podem acabar irritando a pele e causando alergias. Por isso, é superimportante testar em uma área pequena da pele antes de investir neste tipo de depilação.

Depilador elétrico 

Para depilar, é preciso comprar o aparelho, que não é lá muito barato. O bom é que depois você pode usar quando quiser, em casa mesmo. Existem aparelhos que puxam o pelo pela raiz e outros que cortam na superfície. Ambos são fáceis de usar, mas o que tira pela raiz pode causar dor, não vamos negar! Com ele, os pelos voltam a crescer em um mês, mais ou menos.

Cera quente ou fria

Com esta técnica, o resultado dura cerca de um mês. Além disso, a cada vez que você depila com esse método, deixa o pelo mais fino. Também é um jeito rápido de depilar tudo, como as pernas, eliminando completamente os pelos. A desvantagem é a dor. O produto é aplicado sobre a pele seca e, na sequência, é retirado de uma vez só pela profissional. Para algumas pessoas dói mais. Para outras, menos. E o único jeito é testar para medir a sua sensibilidade. Outra coisa é que esse tipo de procedimento deve ser feito sempre por profissionais, de preferência em clínicas especializadas. Afinal, é preciso ter certeza de que a cera que está sendo aplicada na sua pele não foi usada antes em outra pessoa e que ela está na temperatura correta, no caso da quente, sem risco de queimar. Então, nada de se arriscar em casa, hein?!

Lâmina

É o método mais barato de todos, você faz em casa, rapidinho e sem sentir dor. A desvantagem é que os pelos crescem de novo depois de dois ou três dias. Fora isso, é tranquilo, desde que você siga alguns cuidados, principalmente nas primeiras vezes em que for manipular a lâmina. Pra começar, é importante ter um aparelho só seu, lavar a região antes de depilar e, se possível, fazer um pouco de espuma para a lâmina deslizar. Outro cuidado é não forçar a lâmina demais e prestar atenção nas dobrinhas, como aquelas atrás do joelho ou nos tornozelos, onde é mais fácil se cortar. Na dúvida, peça para a sua mãe acompanhar você, pelo menos até pegar o jeito.

Laser 

É, de longe, o método mais caro. Mas também é o mais duradouro e efetivo. Como retira  completamente os pelos, desde a raiz, eles tendem a crescer cada vez mais finos e frágeis. Existem alguns tipos de laser que não doem, indicados para quem é mais sensível. A depilação a laser é até liberada para garotas de 12 anos, desde que os pais autorizem o procedimento.