Chega de dor! Quase todos os dias você reclama de dor de cabeça e não sabe mais o que fazer com ela? Muita calma, vamos ajudá-la a entender o que está acontecendo e como lidar com tantos sintomas!

Por Aline Marchiori

Dor de cabeça: entenda as causas e saiba como combater o problema

Foto: Shutterstock

Pensa rápido: qual foi a última vez que você se queixou de dor de cabeça? Se ela faz parte da sua rotina e você a sente mais de duas vezes por semana está na hora de ligar o alerta. A hora certa de procurar um médico é aquela em que as dores estão atrapalhando a sua qualidade de vida, impedindo que realize tarefas comuns e estão ficando cada vez mais frequentes.

Existem dois tipos de dores que podem fazer parte da rotina da adolescente: enxaqueca (que dói de um lado só da cabeça) e cefaleia tensional (que costuma ser sentida na parte frontal). As duas são causadas por hábitos comuns do dia a dia e que, muitas vezes, podem parecer completamente inofensivos. O ideal é descobrir quais são esses hábitos que desencadeiam as dores em você e evitá-los ao máximo. A seguir citaremos alguns para ajudá-la a descobrir o que está a incomodando e mandar de vez um ~sai pra lá~ para a dor!

Você dorme bem?

Não dormir, pelo menos, oito horas por dia ou dormir muito mais do que isso pode causar enxaquecas. Quando você dorme o seu corpo produz compostos bioquímicos, como a melatonina (que precisa do escuro para ser produzida), e que ajuda a melhorar a sua imunidade e os níveis de serotonina, cujo desequilíbrio pode causar enxaqueca.

Mude isso

Uma hora antes de dormir tente relaxar o seu corpo, seja ouvindo músicas, tomando um chá ou até mesmo se desligando de todos os equipamentos eletrônicos que atrapalham bastante o sono.

Você fica muito tempo sem comer?

O jejum prolongado também é um fator desencadeante da enxaqueca. Quando você fica muito tempo sem comer, a quantidade de açúcar no sangue cai, estimulando a produção de substâncias que causam a dor.

Mude isso

Alimente-se de maneira equilibrada e sempre de três em três horas para evitar que a dor chegue. Vale lembrar que não adianta comer só quando estiver com dor, pois, desta forma, ela não vai passar.

 Você masca muito chiclete?

Sabia que ao mascar chiclete você pode causar um desequilíbrio muscular da mandíbula, principalmente se mascar mais de um lado que do outro? Ou causar disfunção da articulação da mandíbula? Esses fatores podem desencadear a cefaleia tensional.

Mude isso

Faça um teste e fique sem chiclete por um tempo para ver se a dor persiste. Se ela sumir, mude já este hábito. Em vez de mascar chiclete, beba água, coma um snack saudável, enfim, acabe já com este hábito que pode fazer supermal para a sua saúde.

Tem tomado café demais?

A cafeína é um dos agravantes da enxaqueca. O ideal é que cada pessoa ingira 200 mg de cafeína por dia e evite após as 18h. Lembre-se que se você toma muito e quer mudar o hábito, vá reduzindo as quantidades, pois tirá-lo de repente também pode causar enxaqueca.

Mude isso

Diminua a quantidade e tome, no máximo, duas xícaras por dia. E isso vale não só para o café, mas também para refrigerantes à base de cola, chás e até mesmo chocolates. 

Você tem TPM?

Se a sua resposta é sim, saiba que a TPM traz com ela crises de cefaleia. Alguns fatores como ovários policísticos, endometriose, entre outros, podem agravar o quadro, portanto, é bom ficar ligada.

Mude isso

Consulte um médico ginecologista e explique sobre a sua dor de cabeça direitinho para que ele possa ajudá-la. Quando os hormônios estão equilibrados, as dores de cabeça tendem a diminuir.

Você usa muito o PC ou o celular?

Ficar exposta às luzes do PC ou celular por longos períodos pode causar cefaleia tensional, pois elas aumentam os níveis de algumas substâncias químicas no cérebro.

Mude isso

Reduza o tempo que fica no computador ou celular. Além disso, ajuste o monitor do PC e o do celular para que fique mais escuro e não tão brilhante. 

Quem deu as dicas: dr. Fábio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo.