Na real / Comportamento / 5 dúvidas que todo mundo tem sobre a camisinha

5 dúvidas que todo mundo tem sobre a camisinha

Especialista responde todas as suas dúvidas sobre a camisinha. Confira!

1) Qual é a hora certa de colocar a camisinha?

O garoto deve colocar no momento em que os corpos vão se encontrar, ou seja, quando for encostar o pênis na vulva da garota (parte externa do órgão feminino). Todas as carícias feitas com o pênis na vulva, mesmo sem penetração, podem oferecer risco de gravidez.

2) Existe um modelo mais seguro?

O método mais seguro é o uso combinado da camisinha com a pílula anticoncepcional, mas antes de tomar uma, procure um médico para indicar a melhor para o seu organismo.

3) Se usar camisinha preciso usar outro anticoncepcional?

Sim! Só o uso da camisinha não garante a total proteção contra a gravidez, porque ela pode romper. Outros métodos contraceptivos, como a pílula anticoncepcional ou o adesivo devem ser usados. Da mesma forma, uma mulher que já faz uso desses métodos não deve dispensar a camisinha durante as relações sexuais, uma vez que esses métodos protegem apenas contra a gravidez, e a camisinha também previne DSTs.

4) Dá para perceber se a camisinha estourou?

Quase sempre sim. É preciso lembrar que a camisinha raramente irá estourar se for usada e conservada adequadamente. Caso ocorra o rompimento, a relação deverá ser interrompida imediatamente para o casal colocar uma nova camisinha.

5) Como posso ter certeza que está tudo certo com a minha camisinha?

A eficácia da camisinha está diretamente ligada ao seu uso correto. O pênis deve estar ereto, livre de lubrificantes, cremes ou pomadas. A pessoa deverá segurar o preservativo pela extremidade, deixando um espaço isento de ar na ponta para conter o sêmen, diminuindo assim a chance de rompimento. A seguir, a camisinha deve ser desenrolada, da extremidade para a base do pênis. Após o ato sexual, ainda com o pênis ereto, deve ser retirada com cuidado, de forma a impedir que o sêmen escape. 

Consultoria Sônia Eustáquia, sexóloga e psicóloga pós-graduada em sexualidade humana.



Comentários