Na real / Se Liga / Tudo sobre menstruação

Tudo sobre menstruação

A Atrevida falou TU-DO sobre menstruação! Vem conferir!

Sabe aquele segundo dia de menstruação, quando a gente fica em dúvida se usa um absorvente noturno ou cinco ao mesmo tempo? E, mesmo com uma proteção power, o sangue ainda consegue vazar, manchando tudo o que estiver pela frente – e pelos lados? Se você ainda não passou por isso, pode ser que um dia passe. Mas olha só que coisa boa: não é o fim do mundo! E nem precisa morrer de vergonha caso aconteça, porque a menstruação faz parte da vida de toda mulher, é uma coisa natural, ainda que, algumas vezes, possa ser uma chatice.

Quem lacrou falando disso no YouTube foi a Maisa, que fez um vídeo pra falar abertamente sobre o assunto. A girl desabafou que não entende como mesmo em pleno século 21, a menstruação ainda é um tabu. E como você sabe, se não for pra lacrar a Maisa nem liga a câmera, né? Ela arrasou ao contar sobre a sua relação com a sua menstruação e fez todo mundo refletir sobre o tema (se ainda não viu, pausa de cinco minutos, vai lá assistir e volta!). E esta não foi a única vez que ela falou sobre o assunto, não. Maisa sempre escreve no Twitter sobre menstruação e gera bastante polêmica, o que não a incomoda, afinal, enquanto recebe críticas de algumas pessoas, nós agradecemos #chamanoprobleminha.

Palavra polêmica
O tabu é tão grande que muitas girls ainda têm bloqueio em dizer que estão menstruadas, usando apenas termos como “estou naqueles dias”. E isso pode acontecer por diferentes razões. “Ao menstruar é como se a garota ficasse exposta. Há o movimento de comprar o absorvente, ‘anunciar’ para a mãe ou qualquer outra pessoa de que precisa do produto. Isso traduz a relação que se tem com a sexualidade, com a ideia absurda de que é sujo, é pecado. Tudo isso faz a menina se distanciar da discussão sobre um tema tão importante. É cultural. É como se tivéssemos a necessidade de discutir sobre sexo, então ela sente que o assunto passa a ficar ‘inconveniente’”, explica o ginecologista e obstetra Alberto Guimarães.
Mas não é só a menstruação que causa este desconforto. Conversar sobre a própria higiene íntima também é uma dificuldade para nós. Segundo pesquisa feita pelo Ibope, encomendada pela Johnson & Johnson, 50% das mulheres aqui no Brasil (a partir dos 16 anos) concordam que falar sobre corrimento e umidade ainda é tabu, apesar de a maioria (75%) afirmar que o cuidado com a área íntima é importante para estar bem consigo mesma. Vai entender...

Teste: quem é você na TPM?

Chega de tabu
Pense rápido: você ainda tem vergonha de falar sobre menstruação ou rola aquele nojinho do próprio sangue? Se a resposta é “sim”, vamos juntas mudar este pensamento!

* Em primeiro lugar, é bom saber que seu sangue, de nojento, não tem nada! O cheiro dele é de sangue comum. Se experimentar usar o coletor menstrual, por exemplo, seu contato com o próprio sangue vai ser, sim, mais próximo, e verá que não tem nada de ruim nele. “Quando você enxerga o sangue menstrual como uma coisa suja e quer lutar contra ele, isso prejudica até a higienização”, conta Luisa Coelho Cardoso, empresária e criadora da Korui, marca de coletores menstruais. Segundo ela, a flora vaginal tem um equilíbrio e, quando você utiliza muito produto de higiene com químicos, achando que, durante a menstruação existe essa necessidade, acontece um desequilíbrio. Por isso, a região deve ser lavada somente com água.

* Que tal treinar um pouco falar sobre menstruação? Se ainda é difícil tratar do assunto com meninos, como um namorado, por exemplo, comece a falar com suas amigas, seus pais... Mas não como se estivesse prestes a revelar um segredo, basta falar normalmente. Se rolar dúvida, pergunte à sua mãe, tia, professora, médico.

* Uma boa ideia é perder a vergonha de escolher o absorvente na farmácia ou no supermercado. Ou, então, esconder o absorvente no bolso da calça ou na manga da blusa pra ninguém ver que você vai trocá-lo no banheiro da escola, por exemplo. Tente encarar isso de maneira natural.

* Por fim, trate a menstruação exatamente como ela é: um processo natural do seu corpo! “Isso é importante não só para, psicologicamente, não perdermos uma semana por mês nos escondendo, com medo de que alguém saiba que estamos ‘naqueles dias’, como se fosse algo feio. Mas também é fundamental para a saúde, já que muitas doenças do sistema reprodutivo feminino podem estar relacionadas com uma higiene menstrual ruim”, conta Mari.

Quer ler mais? Então clica aqui e compre a edição n°278 da Atrevida!

 



Comentários