23 dez 2016

Lista: Filmes e Séries que Me Ajudaram :) #YouAreWorthIt

self-confidence

(Auto-confiança é a melhor roupa, agite-a e use-a.)

 

Todo humano é sensível, ele quebra em todos os sentidos da palavra, seja literal ou figurado. Não somos feitos de pedra e nem nossa mente, somos tão sujeitos a feridas corporais quanto psicológicas, e crescemos tendo vergonha disso.

Existe um certo preconceito envolto no fato de nós precisarmos da ajuda de psicólogos ou psiquiatras, justamente por não estarmos acostumados a assumir nossas fraquezas.

Durante muito tempo tive problemas com isso, e fechei todas as minhas dúvidas e incômodos dentro da minha cabeça, como uma caixa cheia de velharias e coisas inúteis. Assim como acumular tralhas na sua casa não faz bem, dentro da sua psique também não, e existem inúmeras formas de representar isso, seja em figuras, ou até mesmo em séries e filmes, que no fim servem de tratamento. É sempre bom para refletirmos nos enxergarmos em outra pessoa.

A lista de hoje é extremamente pessoal, é sobre filmes e séries que me ajudaram MUITO e achei interessante compartilhar para que outras pessoas sintam-se confortáveis com elas mesmas.

Ready? Set. Go!

1 – Unbreakable Kimmy Schimdt (trailer: https://www.youtube.com/watch?v=mNKEKlXY3Z4)

baaaby

(A vida começa quando o mundo não acaba)

Muitas pessoas criticaram duramente a série por ser “bestinha”, mas eu discordo e vou discutir com quem só tiver isso de argumento. Unbreakable Kimmy Schmidt não tem a intensão de ser o próximo Game of Thrones ou Arquivo X, a única proposta da série é entreter e isso ela faz muito bem.

É uma série da Netflix, lançada em 2015 e atualizada esse ano com uma segunda temporada. Ela basicamente conta a história da Kimmy Schmidt, uma mulher de 30 anos que passou 15 deles presa por um fanático religioso num esconderijo anti-bomba debaixo do Central Park. Após ser liberada e encontrar um lugar para morar, junto de Titus Andromedon (Titus Burgess), e um emprego como babá dos filhos da socialite Jacqueline White.

A principal mensagem da série é ‘seja positiva’, sempre veja as coisas pelo lado bom. Existem situações onde tudo parece escuro e sem saída e você acaba só focando no lado negativo, quando se abre a mente e começa a pensar positivo, até mesmo um furinho de prego na parede é o inicio de uma escapatória.

“Be what you want and then become unbreakable.” (Seja o quê quiser e então se torne inquebrável)

 

2 – My Mad Fat Diary (https://www.youtube.com/watch?v=3tmqLvgUd-s)

mmfd

(Você não pode passar o resto da sua vida temendo a rejeição dos outros. Você tem que começar por não rejeitar a si mesmo. Você não merece isso.)

Pensa numa série que me fez chorar MUITO, agora se não pensou em My Mad Fat Diary, você pensou errado. São só 6 episódios contando a história de uma adolescente britânica, de 16 anos, gorda, lidando com depressão e que foi internada numa clínica de reabilitação pela mãe, após descobrir os problemas da filha com auto-mutilação. A série mostra a vida da Rachel Earl a partir do momento em que ela SAI da reabilitação e passa a encarar o mundo com outros olhos.

A principal mensagem da série é ‘não importa o quê os outros pensam, rejeição é uma realidade, mas não importa o quanto os outros te joguem pra escanteio, desde que você não ligue para o quê eles pensam, no fim acabará encontrando novas pessoas que te aceitem tanto quanto a si mesma’. Todos sofremos com a rejeição, algumas pessoas mais do que outras.

Existem aqueles que são tão confiantes que a opinião dos outros é tipo bula de remédio, algo que você está a par da existência, mas não liga. Porém, sempre haverá aqueles que se renegam TANTO, mas TANTO que no fim se tornam sombras da própria existência.

“I’m gonna stop waiting for someone to come and save me.” (Vou parar de esperar alguém para vir e me salvar.)

3 – As Vantagens de Ser Invisível (https://www.youtube.com/watch?v=7YBFth3_MOo)

tpobaw

(Aproveite, porque está acontecendo.)

A adolescência de fato é uma fase difícil. É uma fase hormonal e de incertezas. Ninguém entende o que se passa na cabeça de alguém com 15 anos de idades, muitas vezes nem ele mesmo.

Charlie é um adolescente de 15 anos de idade e que está indo para o ensino médio, sem nenhum amigo ou suporte para essa situação, já que seu irmão mais velho foi para a faculdade, a irmã não dá a miníma para ele e o melhor amigo se matou com um tiro na cabeça. Ele passa a enfrentar os dias duros de escola e acaba encontrando Sam e Patrick durante um jogo de futebol. Eles acabam se tornando grandes amigos, e ao longo de todo o filme acompanhamos o andar e desandar de Charlie durante seu primeiro ano.

A principal mensagem do filme é ‘aproveite o agora, pois ele está acontecendo, e quando nos permitimos sentir cada uma das sensações do presente, tudo se torna memória e memórias são infinitas. Nós somos infinitos’. Apesar de todos os problemas relacionados ao passado, as confusões do presente e a incerteza sobre o futuro, Charlie criou boas memórias relacionadas ao presente, que podem o ajudar no futuro, quando a parte obscura de seu passado decidir tirar proveito de sua fragilidade.

“You can’t just sit in there and put everyone’s life ahead of yours and think that counts as love.” (Você não pode só sentar ali e colocar a vida de todas a frente da sua e pensar que isso conta como amor.)

4 – RuPaul’s Drag Race (https://www.youtube.com/watch?v=z7GfhLOSMk0)

 

shanon-noodles

(Vaias são aplausos de fantasmas.)

RuPaul’s Drag Race é um reality show americano onde Drag Queens competem, para ver quem ganha a coroa de “American Drag Superstar”, e durante toda a temporada existem desafios sobre orgulho gay, política, e assuntos como séries, comerciais, músicas, etc. Acima de tudo, a série celebra as diferenças, mostrando os diferentes tipos de estilos, pessoas, drags, personalidades, e promovem a aceitação.

Quando você cresce tendo a noção de que você é a criança esquisita de um certo grupo, você acaba querendo mudar isso, reprimir quem você é a preço de popularidade. Uma coisa que aprendi com RuPaul’s Drag Race é que você tem muitos direitos, e um deles é o de ser esquisito, de não sentir interesse pelas mesmas coisas que o resto. Por mais que no começo acabe doendo um pouco ser a ovelha negra, no fim você encontra seu próprio pasto com outras semelhantes a você, mas nunca igual, por quê você é única.

“If you can’t love yourself, how the hell you’re gonna love somebody else?” (Se você não consegue se amar, como diabos irá amar outra pessoa?)

5 – Pequena Miss Sunshine (https://www.youtube.com/watch?v=Hyc_SJFtkho

little-miss-sunshine

(Um verdadeiro perdedor é alguém que tem tanto medo de não ganhar, que nem mesmo tenta.)

Acho que todos em algum momento da vida assistimos esse filme, mas nem todos são capazes de pensar o quão PROFUNDA é a mensagem dele.

Cada um existe com sua peculiaridade, um desejo PROFUNDO de vencer e medo de perder. Alguns vivem pacificamente com esse medo, outros se chafurdam em medos provindos do pavor a falhas. Quando nos vemos num caminho bifurcado em que num lado você pode ganhar de primeira e reprimir quem você é, e no outro você irá falhar, mas manterá seu lado único para continuar correndo atrás da vitória.

A principal mensagem que o filme me trouxe foi ‘não é perder que faz de você um perdedor, é quando você desiste depois da primeira tentativa’. Existe sempre uma nova oportunidade para se ascender, você nem sempre conquista sua vitória de primeira, isso raramente acontece, a única coisa para se fazer é continuar tentando.

“It’s okay to be skinny and it’s okay to be fat, if that’s what you wanna be.” (Está certo ser magra e está certo ser gorda, se isto é o que você quer ser.)

6 – De Repente 30 (https://www.youtube.com/watch?v=z1PPp5cz97E)

13-going-on-30

(“Então, Jenna, eu sei que cometi muitos erros, mas não me arrependo de nenhum.” “Como?” “Porque se eu não os tivesse cometido, então eu não teria aprendido como acertar as coisas.”)

Parece besta um filme estilo Sessão da Tarde ter tanto significado pra mim, mas esse tem, e MUITO. As vezes parece que queremos crescer antes do tempo, por motivos bestas e que anos depois nos arrependemos de termos dado TANTA importância para uma coisa pequena.

Crescer ou envelhecer nem sempre é a resposta para os seus problemas, pois isso pode amplificá-los ou substitui-lo por algo ainda pior, ou até mesmo melhorar, apesar de ser difícil. Existe um tempo certo para tudo e quando sentimos a necessidade de mudar algo, a primeira coisa que pensamos é no tempo, o como nosso futuro parece ser brilhante. As experiências servem para algo, fases passam e deixam conhecimento, você cresce sabia se não tentar evoluir antes da hora.

“I think all of us want to feel something we’ve forgotten or turned or backs on.” (Eu acho que todas queremos sentir algo que esquecemos ou demos as costas.)

7 – Garota Interrompida (https://www.youtube.com/watch?v=9mt3ZDfg6-w)

go-crazy

(As vezes, o único jeito de se manter sã é enlouquecer um pouco.)

Esse é um filme forte, não vou mentir. Não forte no sentido sexual, forte no sentido visual da coisa. Você sente seu cérebro agredido pela literalidade com que a autora, diretor, roteirista, e etc, tratam a mente humana. Você vai sentir náuseas ao perceber que existe um lado do ser humano indomável, ou simplesmente relativo, ora ativo, ora passivo.

Não me sinto capaz de descrever a história do filme, pois é indescritível, você assiste e entende, mas ainda assim se sente desconfortável com tamanho tapa na cara. Existe um pouco da garota interrompida em cada um de nós, em alguns ela se torna ativa, mas na maior parte isso é tão passivo que nunca dará as caras.

Aquilo que aprendi com filme foi ‘você não deve julgar alguém pela aparência, ou pela popularidade. Ninguém sabe o quê você deve fazer, só você mesmo. Você pode sentir empatia por alguém semelhante, mas NUNCA deve seguir a tudo que essa pessoa faz, as vezes ele se encontra num estado emocional pior que o seu, e nessa situação a única coisa a se fazer é conversar, nunca seguir ou incentivar, mas conversar.

“Was I ever crazy? Or maybe life is.” (Sempre fui louca? Ou talvez a vida seja.)

8 – Família Addams (https://www.youtube.com/watch?v=4t2tdKD9tPs)

morticia

(Normal é uma ilusão. O que é normal para a aranha é o caos para a mosca.)

A Família Addams é uma família peculiar, assim como todos nós somos, ao nosso jeito. Temos nossas qualidades e defeitos, e muitas vezes não apreciamos os abraçamos cada detalhe que nos diferencia do resto, já que crescemos acreditando num padrão único de beleza e comportamento, que é tão sólido quanto gelatina, já que muda a todo minuto. Até dois anos atrás a moda era o cabelo liso escorrido, hoje em dia as pessoas estão voltando atrás com as progressivas para criar seus cachos.

Você aprende uma coisa com o filme, que é a nunca desistir de suas peculiaridades, afinal o quê fulano considera normal nem sempre é algo que está dentro de suas possibilidades. Etiqueta social é uma coisa, padronização é outra. Não confunda, não faça.

“I’ve survived a lot of things and I’ll probably survive this.” (Eu sobrevivi a um monte de coisas e provavelmente sobreviverei a isso.)

9 – Billy Elliot (https://www.youtube.com/watch?v=phCEwSmHpOE)

billy-elliot

(Eu estou lá. Voando como um pássaro. Como eletricidade. Sim, como eletricidade.)

Billy Elliot é um musical que conta, resumidamente, a história de um menino que quer dançar balé. Assim como muitos musicais por aí, este veio com uma quebra de padrões e uma sensação de que todo sonho é válido. O diferencial de Billy Elliot é que esse abrange muito mais que um sonho, e sim um estilo de vida. O menino só queria dançar.

Com Billy Elliot aprendi que todo sonho é válido, independente de gênero ou idade, você pode ser o quê você quiser desde que você se sinta capaz de ultrapassar as barreiras entre você e aquilo que aspira.

Muitas vezes somos colocados pra baixo, como se fossemos lutadores de MMA e um outro MUITO MAIOR que nós estivesse sentado nas nossas costas, mas sempre existe uma força dentro de você capaz de empurrar até mesmo o maior dos oponentes para longe de você. Barreiras só são algo se você acreditar na força delas.

“Always be yourself.”(Sempre seja você mesmo.)

10 – Meninos Não Choram (https://www.youtube.com/watch?v=0M8vv9Z4Xno)

bdc

(Meninos não choram, mas homens sim.)

Não consegui achar uma citação bonitinha com efeito tumblr e coisas assim, mas uma coisa posso garantir: esse filme é incrível.

Assisti Boys Don’t Cry faz um tempo e me lembro de ter chorado rios com ele. O filme trás a tona um tema ainda pouco tratado de forma séria no cinema: a transsexualidade. Homens transsexuais são pouquíssimo representados em produções de Hollywood, geralmente o que dá ibope é o básico, gays e lésbicas, e raramente vemos mulheres trans, quem dirá homens trans.

O quê aprendi com Boys Don’t Cry foi que você não é um erro por ser diferente, independente do que te dizem, não se convença. Se não estiver confortável dentro do próprio corpo, mude-o. Somos massinha de modelar, leva mais tempo para fazer dele aquilo que sonhamos, mas assim como argila, depois de muito trabalhado se torna a arte que você sempre sonhou. Se as pessoas a sua volta não te aceitam, mude. Não existe só esse espaço limitado onde você vive. Existe um mundo inteiro para você procurar onde se encaixar.

“The point is, you have family and friends who love you. You have a world out there just waiting for you to conquer it. You have a life that will be anything you make it. That’s the point.” (O ponto é que, você tem uma família e amigos que o amam. Você tem o mundo lá fora aguardando você para conquistá-lo. Você tem uma vida que será qualquer coisa que fazer dela. Esse é o ponto.)

 

Essa é a minha lista de filmes e séries que me inspiraram a ser quem sou, que me reergueram da lama quando já estava quase completamente afundada nela. Espero que consigam entender e sejam ajudados por cada filme e série colocados nessa lista, além de outros não citados.

Bye, e até o próximo post :)

 

Facebook: Bárbara Contiero/ Poesia e Outras Drogas

Instagram: @veniceardenzo